® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Últimas

Prefeitura libera bares e restaurantes para funcionar em horário normal

Publicado

no dia

Ações de entretenimento, como apresentações musicais ao vivo e transmissões de jogos seguem proibidas. Quadras, campos de futebol também foram liberados sem a presença de público

A Prefeitura de Pouso Alegre liberou bares, restaurantes e 24h para funcionar em horário normal. Desde 25 de junho, esses estabelecimentos tinham restrições de horário por conta da pandemia de coronavírus.

No decreto 5171 de 2020, bares, restaurantes tiveram o horário de funcionamento limitado até às 22h de domingo a quinta e até às 23h às sextas e sábados. A partir de agora, volta a valer o horário que consta no alvará de funcionamento desses comércios.

As regras de higiene e distanciamento seguem valendo e seguem proibidos eventos de entretenimento como música ao vivo e transmissão de jogos. As novas deliberações constam no Decreto 5185 de 16 de setembro de 2020.

Também foram liberadas quadras esportivas e campos de futebol, desde que não haja público e que seja seguido protocolo sanitário de higiene. O decreto libera ainda a Feira de Artesanato, que também terá que adotar protocolo sanitário.

No comunicado que fez à imprensa, a Prefeitura informa que “a Vigilância Sanitária continuará com a fiscalização, principalmente, quanto a aglomerações e distanciamento de 2 metros entre mesas. Caso encontre algum descumprimento às normas, o estabelecimento infrator será compulsoriamente interditado”.

Ainda no texto que enviou à imprensa, a prefeitura alega que as mudanças foram adotadas “diante de eventos recentes envolvendo aglomerações em bairros de Pouso Alegre”, mas não fica claro em que medida o fato se relaciona com a flexibilização das restrições impostas por conta da pandemia.

Comentários

Educação

Cinco testam positivo para Covid-19 na rede municipal de educação

Publicado

no dia

Aulas presencias voltaram de forma alternada no dia 22 de fevereiro | Imagem: reprodução

Os casos foram confirmados após a volta às aulas presenciais, mas secretária de Educação descarta que contaminação tenha se dado em sala de aula, já que ensino presencial havia retornado poucos dias antes das confirmações

Ao menos quatro profissionais da educação e 1 aluno testaram positivo para Covid-19 após o retorno às aulas presenciais em Pouso Alegre. Apesar disso, é provável que as contaminações não tenham ocorrido em ambiente escolar, mas antes do retorno às aulas presenciais, afirma a secretária de Educação Leila Fonseca.

“Nós temos um aluno que testou positivo na semana passada. Como as aulas começaram no dia 22, não é possível que ele tenha pego dentro da escola”, afirma a secretária, que listou ainda uma professora, uma cozinheira e uma auxiliar de serviços que testaram positivo para a Covid-19, mas que também teriam se contaminado antes do retorno às aulas.

Segundo Leila, os profissionais estão afastados e as salas em que há confirmação para a doença foram isoladas. A secretária defendeu o retorno às aulas presenciais: “foi necessário a gente voltar às aulas. Sabemos dos desafios. Sabemos dos desafios e estamos com muito cuidado, frequentemente reunindo com a secretária da Saúde, com a vigilância (…) os diretores cada caso, cada suspeita, mesmo que ainda não tenha passado pela UPA, a  gente já pede o isolamento”, afirma.

Retorno das aulas presenciais

As aulas presenciais retornaram em Pouso Alegre no dia 22 de fevereiro, de forma alternada. A cada dia da semana um grupo de alunos frequentam as salas de aula, divididos por série, o que, segunda a Secretaria de Educação, garante que apenas 15% dos alunos estejam dentro das escolas em uma mesmo período, dando espaço para haver o distanciamento necessário.

O Sipromag, sindicato que representa os profissionais da Educação na cidade, é contra o retorno às aulas presenciais e chegou a mover uma ação judicial para impedir a medida. Nos últimos dias, o órgão tem cobrado a prefeitura para que haja o cumprimento mais rigoroso do protocolo sanitário nas escolas, acompanhamento epidemiológico e fornecimento de EPIs para professores e alunos.

Continuar lendo

Pouso Alegre

À beira do colapso da Saúde, Pouso Alegre não tem profissionais para abrir novos leitos

Publicado

no dia

Prefeito afirma que não há como abrir novos leitos de UTI em Pouso Alegre por falta de profissionais | Imagem: reprodução

De acordo com o prefeito Rafael Simões não faltam recursos financeiros, mas a cidade não tem mais onde buscar profissionais de saúde capacitados para integrar as equipes de intensivistas que atuam nas UTIs, hoje com 96% de ocupação

O prefeito Rafael Simões (DEM) afirmou na noite desta terça-feira, 02, que Pouso Alegre não consegue abrir novos leitos de UTI para atender pacientes com Covid-19. Ainda de acordo com ele, o problema não é a falta de recursos financeiros, mas a falta de profissionais de saúde capacitados.

A cidade chegou hoje ao seu maior nível de internações por conta da Covid-19. Dos 32 leitos de UTI disponíveis, 31 estão ocupados. A ocupação total de leitos, pode levar a incapacidade de atender casos graves da doença, o que caracterizaria o colapso da saúde no município.

A afirmação do prefeito sobre a gravidade da pandemia na cidade, que não veio acompanhada de nenhum anúncio de aumento de restrições, foi feita em um vídeo publicado nas redes sociais e distribuído para a imprensa. Na gravação, Simões está acompanhado da secretária de Saúde, Silvia Regina, e de Alexandre Hueb, diretor-técnico do Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).

“O que falta para nós em Pouso Alegre e para todas as cidades do Brasil chama-se profissional qualificado para trabalhar nas UTIs (…) Nós não temos aonde mais buscar profissionais para por aqui para poder gerar mais novos leitos. Vou deixar muito claro a vocês: não falta dinheiro ao município para tomar qualquer tipo de ação que seja necessário, o que nós não temos, no momento, são profissionais”, afirmou o político.

 

Continuar lendo

Cotidiano

Imagem: Bombeiros resgatam tartaruga sugada por rede de esgoto

Publicado

no dia

Tartaruga foi resgatada após ser sugada pela rede de captação de esgoto, em Extrema | Foto: CB

O Corpo de Bombeiros fez um resgate inusitado nesta terça-feira, 02. Retiraram do esgoto uma tartaruga que havia sido sugada pela rede de captação.

O trabalho de resgate aconteceu na cidade de Extrema. Os bombeiros contaram que, para chegar até o ponto em que estava a tartaruga, um militar precisou usar equipamento de proteção respiratória para evitar a possibilidade de contaminação.

O animal foi encontrado ainda com vida e levado à zoonose da cidade. Veja as imagens:

Continuar lendo

Mais lidas