® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Pouso Alegre

Sem receber doses esperadas, Pouso Alegre precisa escalonar vacinação contra a gripe

Publicado

no dia

Doses para segunda fase da campanha, que começa hoje, ainda não chegaram, o que obrigou o município a racionar imunizante e iniciar vacinação por idosos acima de 85 anos. Nova etapa é direcionada a idosos acima de 60 anos e professores

Não é só a campanha de vacinação contra Covid-19 que enfrenta dificuldades no Brasil por falta de doses. Os municípios também não estão recebendo doses suficientes do Ministério da Saúde para a imunização contra a gripe.

Na noite de ontem, a Prefeitura de Pouso Alegre informou que a segunda fase da campanha de vacinação contra o Influenza, o vírus da gripe, começa nesta terça-feira, 11, mas terá que utilizar doses remanescentes da fase anterior, já que a remessa de vacinas correspondente à etapa, que seria direcionada a idosos com mais de 60 anos e professores, ainda não foi enviada à cidade.

“Como o município não recebeu a remessa de doses para o grupo da FASE 2, o cronograma sofrerá alteração.
Iniciaremos a vacinação a partir desta terça-feira escalonando as idades conforme as doses existentes. Com isso, os Idosos acima de 85 anos devem comparecer a uma sala de vacina mais próxima de sua residência”, registra o informe distribuído à imprensa.

De acordo com a Prefeitura, a data de vacinação para novos grupos será divulgada em suas mídias oficiais. Em seu informe, o município alertou para aqueles que já tomaram a vacina contra a Covid-19 que é necessário um intervalo mínimo de 14 dias entre as duas vacinas.

Público-alvo anterior

Os grupos da fase 1 da campanha que ainda não se vacinaram podem se dirigir ao posto de saúde mais próximo de sua casa para se vacinar. Nesta etapa, recebem o imunizante crianças de 6 meses até menores de seis anos, gestantes, puérperas e profissionais da saúde.

O informe também ressalta a importância da vacinação contra a gripe, já que a doença é responsável por alto índices de internação na estação mais fria do ano, o que poderia pressionar ainda mais o sistema de saúde em meio à pandemia de coronavírus.

 

Confira a integra do informe publicado pela Prefeitura:

Comunicamos que a partir da próxima terça-feira (11), inicia a FASE 2 da 23ª Campanha Nacional de Vacinação da Influenza 2021, de acordo com o cronograma do Ministério da Saúde. Como o município não recebeu a remessa de doses para o grupo da FASE 2, o cronograma sofrerá alteração.

Iniciaremos a vacinação a partir desta terça-feira escalonando as idades conforme as doses existentes. Com isso, os Idosos acima de 85 anos devem comparecer a uma sala de vacina mais próxima de sua residência.

A data de vacinação para novos grupos será divulgada nas mídias oficiais da Prefeitura Municipal de Pouso Alegre. Vale lembrar que é necessário ter um intervalo de 14 dias entre as doses de vacina Covid-19 para a vacina de Influenza.

Reforçamos que os grupos contemplados na FASE 1 (crianças de 06 meses até 5 anos 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas, profissionais da saúde) que ainda não receberam a vacina, devem procurar imunizar o mais rápido possível para que não haja atrasos na imunização, aglomeração nas unidades e se proteger de uma doença que neste período de inverno ocasiona alto índices de hospitalização e óbito.

Cotidiano

Pouso Alegre e outras 21 cidades têm alerta de geada e mínima de 3º para a madrugada

Publicado

no dia

Imagem: reprodução

Prepare os cobertores, os agasalhos e se aqueça. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de geada e temperatura mínima perto dos 3º entre as 4h e 8h desta terça-feira, 15, para Pouso Alegre e outras 21 cidades da região.

O Inmet alerta para o ‘perigo potencial de geada’ e chama atenção para o risco de perdas leves em plantações do Sul e Sudoeste de Minas. O alerta também é válido para o Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo.

No Sul e Sudoeste de Minas, as baixas temperaturas da madrugada desta terça-feira, 15, podem atingir 22 cidades:

  1. Cachoeira de Minas
  2. Careaçu
  3. Conceição das Pedras
  4. Conceição dos Ouros
  5. Consolação
  6. Cristina
  7. Delfim Moreira
  8. Gonçalves
  9. Itajubá
  10. Maria da Fé
  11. Natércia
  12. Paraisópolis
  13. Pedralva
  14. Piranguinho
  15. Piranguçu
  16. Pouso Alegre
  17. Santa Rita do Sapucaí
  18. Sapucaí-Mirim
  19. São José do Alegre
  20. São Sebastião da Bela Vista
  21. Wenceslau Braz
  22. Brazópolis

Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram Grupo de WhatsApp

Continuar lendo

Política

Zema pretende fazer concessão da MG-290 e BR-459 até o final do ano

Publicado

no dia

Má conservação da MG-290 é principal trunfo do governo Zema para fazer vingar concessão de rodovias no Sul de Minas | Imagem: R24/arquivo

Secretário de Infraestrutura do governo Zema esteve hoje em Ouro Fino (MG) para dar detalhes do programa de concessão que entrará em consulta pública a partir do dia 18 de junho. Valor do pedágio ainda não é conhecido. Investimentos nas rodovias pelas concessionárias começariam em 2022

O governo Zema (Novo) pretende conceder a MG-290 e a BR-459 à iniciativa privada até o final do ano. As duas rodovias integram o primeiro lote do pacote de concessões de cerca de 3,5 mil quilômetros que serão oferecidos ao mercado até o fim da atual administração.

Nesta segunda-feira, 14, o secretário de estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Fernando Marcato, se reuniu com prefeitos e deputados da região, em Ouro Fino (MG), para dar detalhes do plano de concessão.

O edital do programa irá para consulta pública no dia 18 de junho. O governo espera poder publicá-lo em setembro para dar início à concorrência pública que vai selecionar as empresas que vão administrar as rodovias.

Além da MG-290 e da BR-459, esse primeiro lote do programa de concessões inclui a MG-295 e a BR-383, num total de 465 quilômetros.

“No primeiro ano da concessão, a partir do ano que vem, já começa a trocar todo o pavimento, corrigir as trincas, todos os buracos e já no 2º ano começa a corrigir a geometria, a curva que é muito fechada você corrige, lugar onde não tem acostamento você cria e tem um plano de investimentos previsto em contrato que durante 30 anos a concessionária é obrigada a investir, por exemplo na MG-290”, concluiu o secretário.

Marcato pontuou que a pandemia atrasou os planos do governo. “Desde o início do Governo Zema esse processo se iniciou, houve a pandemia, o que cria dificuldade para contar por exemplo, o volume de carros, mas agora a gente está dentro do cronograma, lançando a consulta agora, o edital em setembro, a empresa contratada até o final do ano”, disse o secretário.

Promessa de concessão das rodovias se arrasta desde o governo Aécio Neves

Assolada por acidentes, a MG-290 surge como foco principal do governo de Minas para a concessão de rodovias na região. Com mais de 2 mil acidentes registrados em cinco anos, ela liga Pouso Alegre a Jacutinga e sofre, há anos, com infraestrutura precária e o desgaste do asfalto. O estado diz que não tem condições de investir e apresenta como solução a concessão destas rodovias para conseguir investimentos privados.

A contrapartida, obviamente, sairá do bolso dos moradores da região por meio de pedágios. O valor da proposta atual ainda não é conhecido. Em geral, é a tarifa que tem impedido sucessivos governos de repassar as rodovias da região à iniciativa privada.

O último a tentar foi o governo de Fernando Pimentel (PT), antecessor de Zema. Mas com uma tarifa inicial estimada em R$ 7 a ideia não vingou. Além disso, à época, houve uma queda de braço entre governo estadual e federal. Eles se digladiaram em uma disputa de competência pelas BRs, que, apesar de serem federais, estavam inclusas na proposta de concessão, como, aliás, ocorre no programa atual.

Incluir as BRs no programa é estratégico. E é aí que reside a complicação. Com movimento maior de veículos, elas seriam capazes de reduzir o preço final do pedágio, que, a depender apenas do movimento de MGs inviabilizaria o negócio.

Por outro lado, as BRs têm estado de conservação muito superior às MGs, como fica evidente na comparação entre a BR-459 e a MG-290. Em tese, elas não demandariam investimento privado para sua conservação e, menos ainda, a necessidade dos moradores de seu entorno de pagarem pedágio.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram Grupo de WhatsApp

Continuar lendo

Esporte

Se recuperando da Covid, Aranha recebe alta da UTI e vai para o quarto, diz esposa

Publicado

no dia

Aranha se recupera da Covid no quarto clínico do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre | Foto: reprodução

Como vem fazendo nos últimos dias, a esposa do ex-goleiro Aranha, Juliana Aquino, publicou mais uma atualização do quadro de saúde do marido nas redes sociais. Internado desde o dia 5 de junho, com complicações da Covid-19, o ex-atleta apresentou nova melhora e deixou a UTI do Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).

“Hoje, dia 14 de junho de 2021 temos boas notícias: Graças a Deus o Aranha teve alta da UTI e foi transferido para o quarto. Estamos muito felizes em saber que ele vai continuar se recuperando fora da UTI. Agradecemos, de coração, a todos que incluíram o Aranha em suas orações. Agradecemos a todas as pessoas que torceram por nossa família, neste momento tão difícil, e que oraram para que o Aranha se recuperasse o mais rápido possível”, agradeceu Juliana,

Aquino também agradeceu a equipe médica que vem cuidando do ex-goleiro. A expectativa dela é ter o marido de volta em casa o quanto antes.

“Esperamos que nosso Aranha possa em breve voltar para casa. Assim que possível, vamos atualizar vocês”, concluiu ela.

Aranha e a esposa, Juliana Aquino | Foto: reprodução de redes sociais

 


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram Grupo de WhatsApp

Continuar lendo

Mais lidas