® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Pouso Alegre

Cristália inicia produção de sedativos do ‘kit intubação’ em Pouso Alegre

Publicado

no dia

País enfrenta escassez de sedativos do 'kit intubação' por conta de alta demanda causada pela pandemia | Imagem: Agência Brasil

Linha de produção  foi instalada em laboratório que fica no Distrito Industrial e tem capacidade para envasar até 1,5 milhão de frascos por mês. A farmacêutica é a principal fornecedora de anestésicos do país, que enfrenta enorme escassez do chamado ‘kit intubação’ em meio à pandemia

A vasta infraestrutura industrial de Pouso Alegre dá mais uma contribuição importante ao enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Brasil. Começou a operar na última semana, no distrito industrial, a nova linha de produção do laboratório Cristália dedicada à fabricação de anestésicos, item mais demandado atualmente no processo de intubação de pacientes infectados pela Covid-19.

O laboratório é líder nacional em anestesias e atende cerca de 95% dos hospitais brasileiros. Para ampliar sua capacidade produtiva, já em 2020, iniciou o processo de aquisição e instalação de uma máquina de invase alemã, da marca Groningen, um investimento de R$ 40 milhões.

No final de março, a empresa contratou ao menos 30 auxiliares de produção para atuarem na planta.

De acordo com Ricardo Pacheco, seu presidente executivo, o aporte foi disparado logo que surgiu o surto de Covid-19 no país, já prevendo a possibilidade de aumento da demanda por anestésicos. “A nova linha de produção não apenas aumenta a nossa capacidade como também dará mais agilidade a todo o processo”, destaca o executivo.

Pacheco explica que o envase desse tipo de medicamento costuma ser feito em quatro etapas, em diferentes equipamentos. “A nova máquina faz a lavagem e esterilização dos frascos, envasa o medicamento e ainda coloca a tampa dos frascos ampola”, detalha. Isso não apenas reduz o tempo de produção, mas aumenta ainda mais a segurança de todo o processo.

A nova linha terminou de ser montada em março, sob a supervisão de uma equipe de engenheiros alemães da Groninger. Na última semana,  teve início a produção do opioide Fentanest, medicação utilizada em indução e manutenção de anestesia geral. O Fentanest tem sido muito demandado no tratamento de pacientes graves de Covid-19.

Em março, Ogari Pacheco, dono da farmacêutica, disse ao ao Painel S.A.  que os técnicos alemães da fabricante do equipamento chegaram a adiar a viagem ao Brasil. Eles ficaram com medo da situação da pandemia no país.

Entre as maiores unidades da América Latina

De acordo com a empresa, a unidade de Pouso Alegre é uma das mais modernas da América Latina. São 16 mil m² de área construída, o que a colocaria “entre as maiores plantas do continente latino-americano dedicada a soluções parenterais de grande volume, com soluções fisiológicas, glicosadas, glicofisiológicas, entre outras”.

A unidade passa, agora, a produzir anestésicos “Todos os produtos da planta de Pouso Alegre são para uso exclusivo de hospitais, o que também facilitará a logística de distribuição”, observa Pacheco.

Pouso Alegre

Pouso Alegre registra mais quatro mortes por Covid-19 e tem leve queda de novos casos

Publicado

no dia

Imagem: R24

O último boletim epidemiológico da Prefeitura, divulgado no final da noite de ontem, 12, mas referente ao dia 11 de maio, confirmou mais quatro mortes por Covid-19. A cidade soma agora 321 óbitos atribuídos à doença.

Ainda de acordo com o levantamento, 107 novos casos da doença foram confirmados em 24 horas. O número resulta em uma leve queda na média móvel diária de novos casos da doença, que, considerando os últimos sete dias, passou de 96,4 para 94.

Por outro lado, a média móvel diária de óbitos teve leve aumento, passando de 2 para 2,4, confirmando a tendência de estabilização observada ao longo dos últimos 10 dias, período em que a variação da média ficou no intervalo de 1,8 a 2,4 mortes por dia.

Ocupação de UTIs segue abaixo de 100%

Pelo segundo boletim consecutivo, a ocupação relativa das alas de UTI ficou abaixo de 100%, com 56 internações para 57 leitos disponíveis (98% de lotação).

Nas alas de enfermaria, a operação segue tranquila, com ocupação relativa de 55%. São 51 internações para 92 vagas disponíveis. No setor, a ocupação está abaixo de 100% há 17 dias. Apesar disso, é importante registrar que, em 24 horas, a ala recebeu 11 novos pacientes.

Das 107 pessoas internadas com a infecção na cidade, 75 são moradoras de Pouso Alegre e 32 de outros municípios da região.

Acumulado da pandemia

No acumulado da pandemia, a cidade soma 15.780 casos de Covid-19, dos quais 14.835 se referem a pacientes que já teriam se recuperado. Outras 624 pessoas seguem em acompanhamento. O número total de óbitos até aqui é de 321.

Continuar lendo

Pouso Alegre

Pouso Alegre recebe 400 doses de CoronaVac, mas 1.063 aguardam 2ª aplicação

Publicado

no dia

Com doses insuficientes, município entrará em contato com os moradores priorizando aqueles que estão com a vacinação mais atrasada

Pouso Alegre recebeu nesta quarta-feira, 12, mais 400 doses da CoronaVac para segunda aplicação da vacina contra a Covid-19. Além do imunizante que está em falta, a cidade ainda recebeu outras 2.890 doses da vacina AstraZeneca.

Na semana passada, a Prefeitura chegou a suspender a segunda dose de imunização para aqueles que se vacinaram com a CoronaVac por falta do imunizante.

As 400 doses enviadas hoje não são suficientes para vacinar nem metade do contingente que aguarda pela segunda aplicação, um total de 1.063 pessoas, de acordo com a Prefeitura.

Com doses insuficientes para completar o ciclo de vacinação com o imunizante, o município entrará em contato com as pessoas que estão com a dose atrasada, dando prioridade para aquelas que tomaram a vacina há mais tempo.

Já as doses de AstraZeneca deverão ser direcionadas aos seguintes públicos, de acordo com a planilha do governo de Minas:

  • Trabalhadores da Saúde: 559 doses
  • Pessoas de 85 a 89 anos: 957 doses
  • Pessoas de 65 a 69 anos: 1.370 doses

 

Continuar lendo

Política

Prefeitura rescinde contrato e repassa obras da Adolfo Olinto a nova empresa

Publicado

no dia

Obras na Adolfo Olinto entrarão em sua segunda etapa | Imagem: Ascom/PMPA

A empresa RX assumirá a segunda parte da intervenção que viveu às voltas com atrasos e trechos refeitos. A obra pretende dar ares de ‘shopping a céu aberto’ e melhorar a mobilidade do trecho da Adolfo Olinto ocupado por lojas, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais

Após uma série de atrasos e trechos de obras refeitas, a Prefeitura de Pouso Alegre anunciou nesta quarta-feira, 12, que rescindiu o contrato com a empresa que executava as obras de requalificação da Rua Adolfo Olinto, a Infraconn.

A empresa RX assumirá a segunda parte da intervenção que pretende dar ares de shopping a céu aberto ao trecho da Adolfo Olinto ocupado por lojas, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.

O que começou como um incentivo ao comércio virou motivo de críticas do setor. No informe que distribui à imprensa, a administração municipal admitiu os problemas.

“A Prefeitura de Pouso Alegre está ciente de que houve transtornos na execução da primeira fase e está tomando todas as precauções para que não se repitam”, registra.

Segunda etapa das obras

Durante a execução da segunda fase da requalificação da via algumas ruas no entorno poderão ter o trânsito interrompido, diz a Prefeitura. Já o primeiro trecho continuará liberado para trânsito de veículos e pedestres.

O projeto na Rua Adolfo Olinto prevê alargamento de calçadas, nivelamento do piso da via (de modo a torná-la plenamente acessível), instalação de pequenas praças de convivência ao longo da rua com mobiliário urbano, paisagismo e iluminação.

O município não deu previsão para conclusão da obra, mas disse que trabalha para que ela se dê no prazo mais breve possível.

Continuar lendo

Mais lidas