® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Saúde

Confirmado 3º caso de varíola dos macacos em Pouso Alegre

Publicado

no dia

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou nesta segunda-feira, 19, o 3º caso de varíola dos macacos em Pouso Alegre.

Com mais esse caso, Pouso Alegre se iguala a Andradas e passa a dividir com o município o topo do ranking das cidades do Sul de Minas com mais casos da doença.

Ao todo, o Sul de Minas acumula 14 casos de varíola dos macacos. Em Minas, até esta segunda, 19, constam confirmados 447 casos, enquanto outros 776 seguem em investigação.

Confira os casos de varíola dos macacos por cidade, no Sul de Minas:

  • Alfenas: 1
  • Andradas: 3
  • Gonçalves: 1
  • Itajubá: 2
  • Paraisópolis: 1
  • Poços de Caldas: 2
  • Pouso Alegre: 3
  • São Sebastião do Paraíso: 1

Sobre a varíola dos macacos

A varíola dos macacos é causada pelo vírus hMPXV, que na sigla em inglês se refere a human monkeypox vírus. Até o momento, as autoridades de saúde afirmam que ele desencadearia uma doença mais branda que a varíola smallpox, erradicada na década de 1980.

A transmissão do vírus se dá por contatos próximos com a pessoa infectada e que apresente lesões de pele. Toques como abraço, beijo, massagem e relações sexuais são apontados, mas também o contato com as secreções respiratórias do infectado e com objetos como toalhas, roupas e utensílios.

Sintomas

Os primeiros sinais da doença são genéricos: febre, fadiga, dor de cabeça, dores musculares. Mas, de um a cinco dias após o início da febre, aparecem as lesões na pele. Elas aparecem inicialmente na face, espalhando para outras partes do corpo. As feridas são acompanhadas de coceira e aumento dos gânglios.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Pouso Alegre

Com apenas 54% das crianças vacinadas, PA alerta para imunização contra a Pólio

Publicado

no dia

A Prefeitura de Pouso Alegre está reforçando sua campanha de vacinação contra a Poliomielite. A meta nacional é vacinar até 95% das crianças de 1 a 5 anos.

Até o momento, das 6.836 crianças que devem ser imunizadas no município, 3.717 foram vacinadas, o que leva a uma taxa de cobertura de 54,37%. Apesar de a procura estar abaixo do esperado, Pouso Alegre tem números melhores que o estado e a região: em Minas Gerais, a cobertura está em 45% e o sul de Minas em 55,33%.

“Muitas pessoas têm a falsa sensação de que algumas doenças foram erradicadas e que com isso, não há possibilidade de retornarem. Mas, o vírus circula e menos vacinados é mais chance de doenças se proliferarem. O Brasil é um país com alto risco para reintrodução do vírus e já estamos vendo que os Estados Unidos registraram o primeiro caso de pólio em quase uma década. É algo que não queremos e por isso é fundamental que os pais levem os filhos para receberem o imunizante. São gotinhas que podem salvar vidas”, enfatiza a Secretária de Saúde, Sílvia Regina.

A secretária e o prefeito Coronel Dimas (PSDB) chegaram a gravar um vídeo para abordar o tema, atentando para a importância da imunização contra a doença.

Onde se vacinar?

Os responsáveis legais pelas crianças devem leva-las para vacinar até o dia 30 de setembro. As vacinas serão ofertadas em todos os postos de saúde com Sala de Vacinação. Além deles, o Centro de Vacinação atenderá o público, das 7h30 às 19h, de segunda a sexta-feira e aos sábados, das 8h às 16h. (Avenida Doutor João Beraldo, nº 567, Centro).

No momento da vacinação, é necessário apresentar o cartão de vacinação da criança e documento pessoal do adulto e do menor de idade.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Pouso Alegre

Surto de virose afeta crianças e provoca até suspensão de aula em escola de Pouso Alegre

Publicado

no dia

Um surto de virose com incidência principalmente entre crianças acendeu o alerta nos órgãos de saúde de Pouso Alegre e provocou até a suspensão de aulas em ao menos uma escola da cidade.

Os casos começaram a surgir nos últimos dias, provocando uma explosão de atendimentos nas unidades de pronto atendimento e no Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL).

A Secretaria Municipal de Saúde afirmou ao R24 por meio de nota que “as principais queixas dos pacientes tem sido diarreia, vômito e febre; sendo estes os sintomas mais comuns nas viroses habituais neste período do ano”, aponta. A nota segue elencando outros sintomas aos quais a população deve estar atenta: “dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse”.

Surto atinge cerca de 200 crianças em creche do Foch

Há relatos de crianças com sintomas da virose em várias escolas da cidade, mas o caso mais grave teria se dado na Creche Irmão Alexandre, instituição de ensino filantrópica que fica no bairro Foch. Cerca de 200 das 500 crianças que estudam na creche teriam sido contaminadas.

As aulas na instituição foram suspensas na terça-feira. Desde então, a creche se mobilizou para fazer uma operação de desinfecção da instituição de ensino, como explicou ao G1 a presidente da instituição de ensino, Joana George: “utilizamos toda a nossa mão de obra, inclusive de professores, recreadores, todo mundo colaborou. Fizemos uma higienização total na instituição”.

Ainda de acordo com Joana, a escola fará uma triagem para permitir o acesso das crianças na creche. Entre as medidas estará a aferição de temperatura. A presidente lembra que as atividades na unidade não podem ser suspensas, uma vez que pais e mães dependem do local para deixarem seus filhos a fim de trabalharem, além disso, ela avalia que a alimentação escolar faria falta para parte das crianças.

Recomendações da Secretaria Municipal de Saúde

Diante do surto, a Secretaria Municipal de Saúde de Pouso Alegre recomenda aos moradores cuidados de saúde e higiene semelhantes aos adotados durante a pandemia:

  • Evitar a automedicação;
  • Manter distanciamento físico;
  • Usar máscaras caso apresente sintomas;
  • Limpar ambientes;
  • Higienizar as mãos com água e sabão; ou álcool em gel, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz;
  • Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies (corrimãos, bancos, maçanetas);
  • Manter hábitos saudáveis como alimentação balanceada, ingerir líquidos e praticar atividade física.
  • Manter a vacinação das campanhas regulares em dia.

Além disso, a secretaria recomenda que os moradores procurem as unidades de saúde mais próximas de suas casas, mas pondera que, devido à grande demanda, o atendimento pode demorar mais que o habitual.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde:

Nos últimos dias houve um aumento significativo da procura por atendimentos nos serviços de saúde de Pouso Alegre. As principais queixas dos pacientes tem sido diarreia, vômito e febre; sendo estes os sintomas mais comuns nas viroses habituais neste período do ano. A população deve ficar atenta também aos sintomas como: dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse.

Quanto às medidas de prevenção orientamos: Evitar a automedicação, manter distanciamento físico, usar máscaras se sintomas, limpar ambientes, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz, evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies (corrimãos, bancos, maçanetas), manter hábitos saudáveis como alimentação balanceada, ingerir líquidos e praticar atividade física.

Procurar o serviço de saúde, lembrando que devido ao aumento da demanda o atendimento poderá levar maior tempo de espera.

Visto que a vacinação é uma das principais medidas preventivas e uma das mais eficazes para evitar casos graves e óbitos, mantenha as vacinas em dia.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Continuar lendo

Pouso Alegre

Centro de vacinação de Pouso Alegre tem atendimento especial neste sábado

Publicado

no dia

A Prefeitura de Pouso Alegre informou que que neste sábado (3) o Centro de Vacinação estará aberto, das 8h às 16h, para aplicar todas as vacinas disponíveis no local.

Dentre os imunizantes estão os da Campanha Nacional contra Poliomielite e Multivacinação, Covid-19 e Influenza (gripe). Além disso, também será possível a atualização do calendário de vacinas com outros imunizantes.

No momento da vacinação, é necessário apresentar documento de identificação pessoal e o cartão de vacinação. Menores de idade devem estar acompanhados por um responsável legal que também deverá apresentar documento pessoal com foto.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas