Moradores bloqueiam avenida do São Geraldo em protesto por apoio contra enchentes

Política

Moradores bloqueiam avenida do São Geraldo em protesto por apoio contra enchentes

Publicado

no dia

Moradores do bairro São Geraldo, em Pouso Alegre (MG), colocaram fogo em pneus e outros objetos e bloquearam a Avenida Vereador Antônio da Costa Rios na manhã deste domingo, 25.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

O ato foi um protesto da população que mora principalmente na região próxima à Lagoa da Banana. Os moradores reivindicam mais apoio da Prefeitura para as famílias afetadas pelas enchentes. 

O R24 conversou com uma moradora que participou das manifestações. Erica Lidiane afirma que os moradores querem que a Prefeitura faça a limpeza e desinfecção das ruas afetadas pelas cheias. Segundo ela, ao menos 50 famílias foram afetadas próximo à rua Lourdes Evaristo Ferreira.

Mas não é só isso. Os moradores querem ser ressarcidos pelos bens perdidos na enchente. “Eles [têm que] ressarcir os bens que a gente perdeu, porque isso daí não é água de chuva isso é esgoto e a gente paga os nossos impostos, paga água”, cobra.

Eles também pressionam uma solução para a água que retorna do esgoto em dias de chuvas intensas, uma vez que, segundo os moradores, na região não há separação entre a rede de escoamento das águas da chuva e a rede de esgoto. “Entra ano e sai ano, é a mesma coisa. E a gente quer uma solução, não uma solução que é de imediato, que eles falam: ‘vamos ligar a bomba quando chove’. Não, a gente quer os direitos e dignidade de cidadão como todos os outros bairros tem a rede de esgoto e rede fluvial”, argumenta.

O que diz a Prefeitura

Ao R24, a Prefeitura disse que reconhece o direito a manifestação da população, desde que pacíficas e afirma que está dando assistência a todos os moradores do bairro São Geraldo e de outras regiões da cidade afetadas pelas enchentes.

Mas repudiou o que considera ser uma “politização irresponsável num momento tão difícil que merece a união de todos”

O apoio aos afetados pela enchente inclui o abrigo municipal para famílias desabrigadas que não têm para onde ir, doação de cestas básicas e de material de limpeza, apoio médico e psicológico.

De acordo com o último balanço o município atendeu 90 famílias com algum tipo de auxílio até a tarde do sábado. Outras cinco famílias, num total de 18 pessoas, foram acolhidas no abrigo municipal montado na Escola Municipal Professor Ângelo Consoli, no bairro Fátima.

Sobre a limpeza e desinfecção das ruas, a Prefeitura informa que o trabalho começou já na madrugada de sexta-feira e continua a ser feito em todas as regiões afetada pelas cheias. No caso do São Geraldo, em alguns locais, ainda é preciso esperar as águas abaixarem para começar a limpeza.

Quanto ao retorno do esgoto, o município informou que acionou a Copasa, cujas equipes estão atuando em toda a cidade para reparar suas redes de escoamento de água e esgoto sobrecarregadas pelo temporal da última quinta-feira.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Política

Alba Junqueira vê medo do ‘coronelismo’ em Pouso Alegre e povo feito de ‘joguete’

Publicado

no dia

A pré-candidata Alba Junqueira durante entrevista ao R24 | Foto: reprodução R24

Na sequência da série de entrevistas que está fazendo com os pré-candidatos à Prefeitura de Pouso Alegre, O R24 entrevistou, na tarde de quinta-feira, 18, a pré-candidata do Partido Liberal, a empresária Alba Junqueira. A íntegra da entrevista de pouco mais de uma hora está sendo publicada nesta terça-feira.

> Confira o especial Eleições 2024
> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

Durante a entrevista, Alba falou de sua trajetória em Pouso Alegre, se apresentou como candidata conservadora, cristã e legítima representante, nas eleições locais, do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e dos principais nomes que orbitam em torno do bolsonarismo.

Questionada sobre se pretende levar para um possível mandato pautas ideológicas caras ao segmento mais conservador da sociedade, como a ‘ideologia de gênero’ e a ‘escola sem partido’, a pré-candidata foi direta. “São pautas muito caras para nós conservadores, a defesa da vida, a defesa de não se permitir as drogas, a não sexualização precoce das crianças. E é lógico que eu como candidata conservadora eu tenho o maio orgulho de dizer à população que eles terão uma pessoa disposta a cuidar do seu povo, das suas crianças diante daquilo que eu considero que são os valores que a gente precisa preservar”.

Mas foi na análise do cenário político de Pouso Alegre que ela foi mais contundente. Para a pré-candidata, há um ‘coronelismo’ instalado na cidade, um grupo que estaria preocupado apenas em se manter no poder e cuja influência no dia a dia das pessoas geraria medo.

“O povo é feito sempre de joguete nas mãos de político, sabe? Ele é tratado como se fosse, desculpa a palavra, curral eleitoral”, argumentou a pré-candidata.

A entrevista completa pode ser conferida no vídeo que abre este texto. A seguir, confira alguns trechos de destaque:

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Política

Cel. Dimas lança sua pré-candidatura à reeleição no dia 10 de maio

Publicado

no dia

O prefeito Cel. Dimas | Foto: Ascom/PMPA

O prefeito de Pouso Alegre (MG), Cel. Dimas (Republicanos), lança sua pré-candidatura à reeleição no dia 10 de maio, no Summit Hall. O evento começou a ser divulgado na manhã desta terça, 23, pelo presidente do Republicanos em Pouso Alegre, o ex-vereador Fred Coutinho.

> Confira o especial Eleições 2024
> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

De acordo com o dirigente partidário, o evento deve contar com a presença do senador Cleitinho e outras lideranças nacionais da legenda.

Além de lançar a pré-candidatura do atual prefeito, o evento também deve apresentar os pré-candidatos a vereador do Republicanos e demais partidos que apoiam Cel. Dimas, a saber: Novo, Podemos, MDB, PSD e Avante.

Cel. Dimas será o terceiro pré-candidato a realizar um evento a fim de apresentar seu nome ao público. Antes dele, Alba Junqueira e Leandro Morais já haviam lançado mão do mesmo expediente.

Saudação militar e nacionalismo

No convite virtual que anuncia o evento, Cel. Dimas aparece ao centro, prestando continência, ao lado de figuras proeminentes do Republicanos, como o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas e o próprio senador Cleitinho.

Além da saudação militar, o convite virtual está repleto de referências patrióticas, como a bandeira do Brasil e o hino nacional, em um claro aceno ao segmento conservador do eleitorado.

Vale observar que a saudação militar feita pelo atual prefeito, que é coronel da reserva da Polícia Militar, passou a marcar presença em algumas peças de divulgação do político desde que ele foi chamado de ‘coronelzinho’ pelo deputado federal Rafael Simões (União) no evento de lançamento da pré-candidatura de Leandro Morais (União).

A estratégia parece ser a de abraçar a alcunha e reforçar a ligação do atual prefeito com a Polícia Militar, instituição admirada pelos conservadores, público que deve ser o mais disputado das eleições que se aproximam.

Prazos para oficialização das candidaturas

Por enquanto, os nomes que se colocam para a Prefeitura de Pouso Alegre são considerados pré-candidatos. Isso por que a escolha oficial dos candidatos pelos partidos ocorrerá entre 20 de julho e 5 de agosto, durante as convenções partidárias. Já o registro das candidaturas, que é o que vale, pode ser feito até 15 de agosto.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Política

Presidente da Copasa anuncia início de obras e se desculpa com pouso-alegrenses

Publicado

no dia

Imagem: reprodução/Ascom/PMPA

O presidente da Copasa, Guilherme Duarte, esteve em Pouso Alegre nesta segunda-feira, 15, para finalmente assinar a ordem de serviço que dá início às obras que vão ampliar o potencial de captação, armazenamento e abastecimento de água na cidade, um investimento de R$ 63 milhões que promete por fim à falta de água crônica que afeta especialmente os bairros da região sul da cidade. As obras seguirão até o ano de 2027.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

Em conversa com a imprensa após o anúncio, o presidente admitiu que houve falta de planejamento da empresa, o que levou ao atraso de anos nos investimentos que só agora começam a ser feitos. Questionado pelo R24 se a companhia devia um pedido de desculpa aos pouso-alegrenses. Ele disse que sim.

Durante a passagem pelo município, o gestor também informou que estão sendo feitos investimento de R$ 16 milhões para ampliar o sistema de coleta e tratamento de esgoto.

Obras já podem ter início e devem focar localidades mais críticas

Segundo Duarte, a empresa que venceu a licitação já desembarcou na cidade com seus equipamentos e já começou a montar o canteiro de obras. Todas as três estações de tratamento de água em Pouso Alegre (ETAs do Chapadão, Mandu e Distrito Industrial) devem passa por ampliação em suas capacidades.

Além disso, serão instalados mais sete reservatórios de água na cidade para garantir o abastecimento de água mesmo em momentos em que a companhia precise interromper a produção de água por conta de uma manutenção preventiva ou emergencial. Há ainda a previsão de instalação de mais de 30 quilômetros de redes de distribuição de água.

A ideia é que os investimentos garantam que a Copasa tenha infraestrutura capaz de atender toda a população de Pouso Alegre pelas próximas décadas, já considerando a projeção de crescimento populacional do município.

As obras, porém, devem durar pelo menos 36 meses. Até lá, como fica a falta d’água? Duarte disse que a ideia é iniciar as intervenções pelas regiões mais críticas da cidade, resolvendo os maiores gargalos. Mas garantia mesmo de fim da falta de água só após a conclusão das obras.

Prefeitura fala em fiscalização para garantir que as obras saiam do papel e pequenas obras para reduzir risco de desabastecimento

O prefeito Cel. Dimas (Republicanos) participou do anúncio, que foi realizado em uma sala de eventos ao lado do almoxarifado da Prefeitura. Ao R24, ele afirmou que o município vai fiscalizar de perto as ações da Copasa para garantir que as obras saiam do papel.

Além disso, o prefeito explicou que a Copasa deve fazer pequenas obras e investimentos de efeito imediato, como a aquisição de geradores para evitar a interrupção no fornecimento de água durante quedas de energia.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas