Sem receber, vigilantes protestam e vereadores batem boca na Câmara de PA

Previous
Next
Previous
Next

Política

Sem receber, vigilantes protestam e vereadores batem boca na Câmara de PA

Publicado

no dia

Um grupo de vigilantes foi à Câmara de Vereadores de Pouso Alegre (MG), durante a sessão ordinária desta terça-feira, 16, para protestar contra salários não pagos pela empresa Plantão Serviços, terceirizada que teve seu contrato rescindido pela prefeitura em fevereiro deste ano. 

Houve bate-boca dos vigilantes com vereadores e entre o presidente da Câmara, Leandro Morais (PSDB) e o vereador Hélio da Van (MDB) – veja o vídeo abaixo. O clima ficou tenso depois que um requerimento do presidente da Câmara, que pedia informações à prefeitura sobre o caso dos trabalhadores, foi rejeitado por 11 votos a 3.

O líder do governo na Câmara, o vereador Reverendo Dionísio (União), explicou que um outro requerimento de igual conteúdo já havia sido aprovado na Casa em dezembro do ano passado. Ainda de acordo com ele, aprovar um novo requerimento apenas retardaria o processo de resposta do município. As explicações do político não bastou para os vigilantes, que seguiram protestando.

Também segundo o líder do governo, uma reunião para esclarecer sobre o caso já foi agendada pela prefeitura para as 14h da próxima segunda-feira, 22, e um representante dos vigilantes poderá participar do encontro.

Bate-boca entre vereadores

Mas enquanto os vigilantes cobravam uma posição, os ânimos se exaltaram, de fato, entre dois vereadores: o presidente da Câmara, Leandro Morais (PSDB), e o vereador Hélio da Van (MDB).

Em sua fala na tribuna, Hélio se dirigiu aos vigilantes e afirmou que caso a Câmara quisesse pressionar a prefeitura ela poderia travar a pauta de votação e exigir que o município enviasse um projeto de lei que permitisse fazer o pagamento dos salários dos trabalhadores.

Da plateia da Câmara, um vigilante pediu ao parlamentar que explicasse ao vereador Leandro Morais como poderia ser feito o processo de obstrução. Hélio ironizou: “Não, o vereador Leandro é bacharel em Direito, ele deveria saber, mas ele é bacharel, não tem [registro da] OAB ainda, mas basta travar a pauta aqui, travar a pauta, falar para o prefeito: ‘olha, eu não voto esse projeto do seu interesse enquanto você não mandar pra gente um projeto de interesse da Câmara Municipal”.

Quando foi a vez do presidente da Casa usar a tribuna ele rebateu o colega, afirmando que ele ‘faltava com a verdade’. “Lamentavelmente, ficam utilizando isso para confundir, para confundir vocês. Semana passada, como o Jonathan me alertou, o vereador Hélio faltou com a verdade. Então, vereador Hélio, eu não sei o que que o senhor fica preocupado com a minha formação acadêmica. Graças a Deus formei em Direito, sou bacharel, não quis advogar, uma opção minha, da minha vida particular eu faço o que eu bem entendo, não é da sua conta. Você deveria tomar conta da sua vida, não da minha e preocupar mais com o seu medíocre mandato”

Nesse momento, iniciou-se um bate-boca entre os vereadores. Enquanto Leandro ainda discursava na tribuna, Hélio disse algo não captado pelos microfones e Leandro respondeu que não se importava com aquilo, rebatendo “é difícil dialogar com uma pessoa que o caráter tá lá no subsolo (…) Então, o senhor deveria ter vergonha na cara e não iludir…”. Hélio rebate: “cala a sua boca, seu idiota”. Leandro pede ao corregedor da Casa para tomar providências. Hélio prossegue: “Você não tem moral para falar no meu nome”.

Ambos prosseguem trocando insultos. Leandro chama Hélio de canalha e mau-caráter, ofensas que lhe são devolvidas.

Já no final da sessão, porém, o vereador Hélio da Van pediu desculpas ao presidente da Câmara por ter se exaltado e alegou que a informação sobre o que ele disse aos vigilantes na última semana teria chegado de forma ‘atravessada’ ao parlamentar.

Salários atrasados e rescisão de contrato da Plantão Serviços

O caso dos vigilantes se arrasta desde o final do ano passado, quando a empresa Plantão Serviços, uma terceirizada da prefeitura responsável pela vigilância armada dos prédios públicos, passou a atrasar os salários e direitos trabalhistas de seus funcionários.

A categoria se mobilizou e soube-se que os repasses da Prefeitura estavam em dia, mas a empresa passou a não poder receber novos repasses por ter dívidas com o erário. Diante do impasse, a prefeitura abriu um processo administrativo que abriu caminho para a rescisão contratual.

A rescisão foi consumada no final de fevereiro. Mas, quase três meses depois, os vigilantes que atuavam pela empresa seguiriam sem receber salários referentes ao final de 2022 e início deste ano.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o grupo do R24


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Economia

Aeroporto de Pouso Alegre é liberado para receber voos noturnos

Publicado

no dia

Imagem: divulgação/Ascom/PMPA

O aeroporto de Pouso Alegre foi finalmente liberado para receber voos noturnos. O anúncio foi feito no final da tarde desta segunda-feira, 19, em comunicado da Prefeitura, que tentava a homologação junto à Agência Nacional de Aviação Civil desde 2022. O município classificou a liberação como ‘histórica’.

Com a liberação de voos noturnos, o município espera ampliar consideravelmente o movimento de pousos e decolagens no aeroporto municipal, escancarando as portas para o turismo de negócios, setor com grande potencial de desenvolvimento na cidade, que abriga um enorme parque industrial com saída para os principais centros de consumo do Brasil.

“Atualmente, o aeroporto de Pouso Alegre é utilizado para operações com aeronaves particulares, governamentais, empresariais e de emergência. O funcionamento regular do aeroporto é indispensável para questões de alta importância, como saúde e segurança pública. É comum a utilização do aeródromo para o transporte de órgãos vitais para transplantes, transferência de pacientes, operações de segurança pública e por empresários que levam emprego para centenas de famílias e movimentam a economia da nossa cidade”, avaliou o Prefeito Coronel Dimas no comunicado enviado pela assessoria da Prefeitura.

Revitalizado, aeroporto terá espaços privatizados

O aeroporto municipal de Pouso Alegre foi completamente revitalizado ao longo dos últimos dois anos. Com investimentos de cerca de R$ 4 milhões, foi feita a ampliação da sala vip, da torre de controle, a revitalização completa do prédio principal do aeroporto e a infraestrutura do pátio comum que será utilizado pelos hangares a serem construídos pela iniciativa privada, isso porque o aeródromo municipal terá parte de seus espaços privatizados.

A outra melhoria feita no aeroporto foi justamente o balizamento noturno, ação que foi concluída em 2022, ano em que foi dada a entrada no processo de homologação de voos noturnos pela empresa Jazz Engenharia Aeronáutica, contratada para tanto.

O aeroporto municipal de Pouso Alegre está em operação desde o final da década de 1950. Atualmente, ele é o principal terminal aéreo da região do Vale do Sapucaí, sendo referência para 50 localidades.

Sua última homologação foi publicada em 13 de setembro de 200o por meio da Portaria DAC nº 1274/SIE, do Comando da Aeronáutica. Em 2015, o município firmou um convênio com a União, que delegou a administração e operação do aeroporto à cidade pelo prazo de 35 anos.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Política

Audiências públicas vão discutir enchentes em Pouso Alegre

Publicado

no dia

Imagem: divulgação/CB

A população terá a chance de discutir e se posicionar a cerca de um problema histórico em Pouso Alegre, os alagamentos que atingem diversas partes da cidade. A primeira rodada de debates do Plano Municipal de Macrodrenagem ocorre entre os dias 26 de junho e 5 de julho com participação aberta aos moradores – confira o calendário de audiências ao final do texto.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

As audiências serão conduzidas pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, pasta responsável por elaborar o plano, que tem como objetivo diagnosticar problemas existentes e propor soluções para reduzir os impactos das inundações na cidade.

Ao longo das discussões devem ser debatidos temas como os alagamento na região central da cidade, em bairros como o São Geraldo e o Yara, as obras em curso para enfrentar essas inundações, mas especialmente como a cidade vai se planejar para o futuro, seja a partir de grandes obras de drenagem ou de orientações para a expansão urbana em áreas críticas, como no caso da recente discussão em torno da possibilidade de liberação de empreendimento imobiliários ás margens da Via Faisqueira.

No informe que envio à imprensa, a Prefeitura estimulou a participação da comunidade, afirmando ser “fundamental para o sucesso deste projeto”. Com base na contribuição dos moradores, o município vai definir “as prioridades e soluções mais adequadas para enfrentar os desafios das inundações em Pouso Alegre”, conclui.

Confira abaixo os locais, dias e horários das audiências:

Quarta-feira, 26/06, às 19h: Escola Municipal Dom Otávio, bairro Ribeirão das Mortes.

Quinta-feira, 27/06, às 19h: Escola Municipal Sabina de Barros Mendonça, bairro Cervo.

Sexta-feira, 28/06, às 19h: Salão Paroquial da Igreja São Francisco, bairro Faisqueira.

Segunda-feira, 01/07, às 19h: Escola Municipal Pio XII, bairro Cidade Jardim.

Quarta-feira, 03/07, às 19h: Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM), Centro.

Quinta-feira, 04/07, às 19h: SESI/SENAI, bairro São Geraldo.

Sexta-feira, 05/07, às 19h: Salão Paroquial da Igreja São José do Pantano, bairro Pantano.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Política

Pagina no Facebook da Prefeitura de Ouro Fino é invadida com posts eróticos

Publicado

no dia

Imagem: reprodução/Facebook

A página oficial da Prefeitura de Ouro Fino (MG) no Facebook foi invadida na madrugada de quarta-feira, 12, possivelmente por hackers.  Desde então, foram feitas pelo menos 24 postagens de conteúdo erótico na página.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

A Prefeitura registrou um boletim de ocorrência, mas até o momento a página, que possui 23 mil seguidores, segue, aparentemente, sob o controle dos invasores. A Prefeitura decidiu, então, criar uma nova página no Facebook.

Invasão ocorreu na madrugada de quarta-feira

Imagem: reprodução

A primeira postagem foi feita às 2h02 da madrugada de quarta-feira, 12 e a mais recente às 14h44 desta sexta-feira, 14. Os posts mostram mulheres em poses sensuais, seminuas ou se despindo de peças íntimas.

Até o fechamento desta notícia, nenhum grupo hacker havia assumido o ataque.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas