® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Política

Saiba como estão as intenções de voto para governador e presidente no Sul de Minas

Publicado

no dia

O levantamento mais recente do Datatempo sobre inteções de voto para presidente e governador em Minas foi divulgado esta semana e trouxe dados segmentados por região sobre como os mineiros pretendem votar nas eleições 2022.

No Sul e Sudoeste de Minas, sempre de acordo com o levantamento – que para o cálculo regional considerou apenas os votos válidos, o atual governador Romeu Zema (Novo) é o preferido de 79,1% dos eleitores contra 10,7% do ex-prefeito Alexandre Kalil (PSD) e 10,2% dos demais candidatos.

Quando o assunto é a sucessão na Presidência da República, o quadro é mais apertado. Lula (PT) lidera com 45,5% contra 39,9% de Bolsonaro (PL). Os demais candidatos somam juntos 14,6%.

Melhores e piores regiões para os líderes da corrida eleitoral

Segundo o Datatempo, o governaror Romeu Zema só não vence Alexandre Kalil na região metropolitana de Belo Horizonte, onde as intenções de voto são de 49,9% para Kalil e 40% para Zema. Nas demais, Zema dá um passeio, sendo que seus dois melhores desempenhos ocorrem na região Noroeste, onde marca 80%, e no Sul e Sudoeste de Minas, onde tem 79,1% das intenções de voto.

No caso da corrida presidencial, Lula tem suas maiores vantagens no Vale do Jequitinhonha, com 72,6%, e Vale do Mucuri, com 61,5%.

Dados da pesquisa

Pesquisa realizada pelo DATATEMPO com recursos próprios. Os dados foram coletados 15 de julho a 20 de julho de 2022. Foram realizadas 2 mil entrevistas domiciliares. A margem de erro é de 2,19%. O intervalo de confiança é de 95. Ela foi registrada com os números: TSE nº BR 08880 2022 e TRE nº MG 08733 2022.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Política

Orçamento público de Pouso Alegre é estimado em mais de R$ 1 bilhão para 2023

Publicado

no dia

Desse montante, 977,8 milhões ficam com a Prefeitura para as despesas com serviços públicos e investimentos, outros R$ 26,4 milhões seguirão para a Câmara de Vereadores

A Prefeitura de Pouso Alegre enviou para a Câmara de Vereadores, no final da última semana, o projeto de lei que fixa as despesas e estima o orçamento público municipal para o ano de 2023. O valor estimado é de pouco mais de R$ 1,083 bilhão (R$ 1.083.420.880,00 – um bilhão, oitenta e três milhões, quatrocentos e vinte mil, oitocentos e oitenta reais). O valor estimado é 21,9% maior que o projetado para 2022, que foi de pouco mais de R$ 888,5 milhões.

Do montante projetado para 2023, 977,8 milhões ficam com a Prefeitura para as despesas com serviços públicos, como saúde e educação, e investimentos. Outros R$ 26,4 milhões seguirão para a Câmara de Vereadores e R$ 77 milhões são referentes às receitas destinadas ao Instituto de Previdência dos servidores municipais, o Iprem.

> Confira a íntegra da Lei Orçamentária de Pouso Alegre para 2023


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Política

Rafael Simões, ex-prefeito de Pouso Alegre, é eleito deputado federal

Publicado

no dia

O ex-prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões (UB), foi eleito deputado federal nas eleições gerais deste domingo, 2.

Com 98,2% das urnas apuradas, o político soma 144,2 mil votos em todo o estado. Desse montante, 46,3 mil votos foram obtidos em Pouso Alegre, cidade que governava desde 2017. No início deste ano, ele renunciou ao seu segundo mandato para disputar a vaga na Câmara Federal.

Simões se elegeu tendo como mote principal sua gestão à frente de Pouso Alegre, que vive um excelente momento econômico e recebeu diversas obras de infraestrutura ao longo da gestão do ex-prefeito.

O político se apoiou também no hospital oncológico que está em contrução, anexo ao Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL), ação que contou com verbas da prefeirura em um dos últimos atos de seu mandato antes da renúncia para a disputa das eleições.

Saida de Bilac Pinto

Simões acabou beneficiado também pela desistência do deputado federal Bilac Pinto, seu padrinho político. Bilac chegou a ser cogitado como vice na chapa à reeleição do governador Romeu Zema (Novo), mas acabou não concorrendo a nenhum cargo eletivo.

Nas regiões do Sul de Minas em que Bilac era majoritário, essa parcela do eleitorado migrou para Simões.

Continuar lendo

Minas

Romeu Zema é reeleito para o governo de Minas em primeiro turno

Publicado

no dia

Como apontavam as pesquisas eleitorais, o governador Romeu Zema (Novo) foi reeleito para mais quatro anos à frente do governo do estado.

Com 93,96% das urnas apuradas no estado, Zema somava 56,65% dos votos válidos dados pelos mineiros. Ao todo, o candidato do Novo já obteve mais de 5,7 milhões de voto.

O ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, está com 34,6% dos votos, equivalente a pouco mais de 3,5 milhões de votos.

Continuar lendo

Mais lidas