Ranking: Zema tem terceiro maior salário entre governadores brasileiros

Minas

Ranking: Zema tem terceiro maior salário entre governadores brasileiros

Publicado

no dia

Imagem: Cristiano Machado/Imprensa-MG

O governador Romeu Zema (Novo) tem o terceiro maior salário entre os 27 governadores do Brasil. O político chegou ao posto depois que, em maio de 2023, reajustou seu próprio salário em quase 300%, fazendo seus vencimentos saltarem de R$ 10,5 mil para R$ 39,7 mil neste ano. No ano que vem, um novo reajuste elevará a cifra para R$ 41,8 mil.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

O alto salário de Zema voltou ao centro do debate com o reajuste que o seu governo propôs aos servidores do estado: apenas 3,62%, índice menor que a inflação registrada ano passado, de 4,62%. A diferença de tratamento tem deixado os servidores furiosos. A proposta tramita na Aseembleia de Minas e já foi aprovado em primeira votação.

Confira abaixo o ranking de salário dos governadores:

  • Sergipe – Fábio Mitidieri (PSD) – R$ 44.008,52
  • Acre – Gladson Cameli (PP) – R$ 40.137,69
  • Minas Gerais – Romeu Zema (Novo) – R$ 39.717,69
  • Mato Grosso do Sul – Eduardo Riedel (PSDB) – R$ 35.462,27
  • Rondônia – Marcos Rocha (União) – R$ 35.462,22
  • Rio Grande do Sul – Eduardo Leite (PSDB) – R$ 35.462,22
  • Bahia – Jerônimo Rodrigues (PT) – R$ 36.171,46
  • Pará – Helder Barbalho (MDB) – R$ 35.363,55
  • São Paulo – Tarcisio de Freitas (Republicanos) – R$ 34.572,89
  • Roraima – Antonio Denarium (PP) – R$ 34.299,00
  • Amazonas – Wilson Lima (União) – R$ 34.070,00
  • Piauí – Rafael Fonteles (PT) – R$ 33.806,39
  • Paraná – Ratinho Junior (PSD) – R$ 33.763,00
  • Maranhão – Carlos Brandão (PSB) – R$ 33.006,39
  • Amapá – Clecio Luis (Solidariedade) – R$ 33.000,00
  • Paraíba – João Azevedo (PSB) – R$ 32.434,82
  • Espírito Santo – Renato Casagrande (PSB) – R$ 30.971,84
  • Mato Grosso – Mauro Mendes (União) – R$ 30.862,79
  • Distrito Federal (Brasília) – Ibaneis Rocha (MDB) – R$ 29.951,94
  • Alagoas – Paulo Dantas (MDB) – R$ 29.365,63
  • Goiás – Ronaldo Caiado (União) – R$ 29.234,38
  • Tocantins – Wanderlei Barbosa (Republicanos) – R$ 28.070,00
  • Santa Catarina – Jorginho Mello (PL) – R$ 25.322,25
  • Pernambuco – Raquel Lyra (PSDB) – R$ 22.000 (mas ela recebe R$ 42.145,88 como procuradora do estado)
  • Rio Grande do Norte – Fátima Bezerra (PT) – R$ 21.914,76
  • Rio de Janeiro – Claudio Castro (PL) – R$ 21.868,14
  • Ceará – Elmano de Freitas (PT) – R$ 20.629,59

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Minas

Levantamento mostra Simões como 7º deputado federal mais rico de Minas

Publicado

no dia

Imagem: reprodução de redes sociais

Um levantamento realizado pelo jornal Estado de Minas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) colocou o ex-prefeito de Pouso Alegre (MG) Rafael Simões (União) como 7º mais rico entre os 53 deputados federais da bancada mineira.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

O rankink feito pelo jornal leva em conta a declaração de bens que os parlamentares fizeram para o TSE em 2022. Naquele ano, Simões declarou possuir um total de R$ 3,4 milhões em bens imóveis, móveis, aplicações e reservas financeiras.

Simões teve redução de patrimônio em 2020 e aumento em 2022

Quando venceu a eleição para prefeito de Pouso Alegre em 2016, Rafael Simões declarou um total de R$ 3,049 milhões em bens. Quatro anos depois, quando disputou a reeleição, em 2020, declarou um valor ligeiramente menor, R$ 2,9 milhões. Na eleição de 2022, porém, o patrimônio passou para R$ 3,4 milhões, um aumento de cerca de 17%, sem considerar a inflação do período.

Antes de entrar para a política, Simões construiu seu patrimônio como advogado e atividades empresariais ligadas especialmente à agropecuária.

Confira o ranking dos deputados federais mais ricos de Minas

Segundo o levantamento do EM, o deputado federal mais rico da bancada mineira é Hercílio Coelho Diniz, que acumula um patrimônio de R$ 65 milhões. Em seu segundo mandato, o parlamentar é ligado à rede de supermercados Coelho Diniz.

Posição Deputado Patrimônio declarado
1 HERCILIO COELHO DINIZ R$ 65.903.045,68
2 MISAEL VARELLA R$ 43.067.558,70
3 DR MÁRIO HERINGER R$ 10.335.687,72
4 EUCLYDES PETTERSEN R$ 5.278.028,08
5 PAULO ABI-ACKEL R$ 4.736.332,49
6 FRED COSTA R$ 4.453.760,51
7 RAFAEL SIMOES R$ 3.457.561,40
8 STEFANO AGUIAR R$ 3.258.208,87
9 IGOR TIMO R$ 3.154.592,97
10 LUIS TIBÉ R$ 3.081.969,28
11 LUIZ FERNANDO R$ 2.756.874,93
12 DELEGADA IONE BARBOSA R$ 2.706.637,00
13 DOMINGOS SÁVIO R$ 2.469.204,93
14 RODRIGO DE CASTRO R$ 2.402.596,42
15 WELITON PRADO R$ 2.212.314,96
16 NEWTON CARDOSO JR R$ 2.029.907,21
17 AÉCIO NEVES R$ 1.943.933,43
18 PAULO GUEDES R$ 1.918.966,97
19 GREYCE ELIAS R$ 1.690.398,48
20 LINCOLN PORTELA R$ 1.638.089,42
21 DR, FREDERICO R$ 1.626.314,54
22 EROS BIONDINI R$ 1.407.623,65
23 ROSÂNGELA REIS R$ 1.204.238,47
24 MARCELO ÁLVARO ANTÔNIO R$ 1.196.659,60
25 DIEGO ANDRADE R$ 1.116.960,00
26 PATRUS ANANIAS R$ 1.025.194,65
27 PEDRO AIHARA R$ 930.194,01
28 ZÉ VITOR R$ 816.000,00
29 BRUNO FARIAS R$ 804.739,83
30 DIMAS FABIANO R$ 747.777,88
31 ROGÉRIO CORREIA R$ 717.582,00
32 ODAIR CUNHA R$ 673.279,79
33 REGINALDO LOPES R$ 654.782,00
34 PINHEIRINHO R$ 594.221,51
35 JUNIO AMARAL R$ 581.733,00
36 DELEGADO MARCELO FREITAS R$ 486.675,25
37 LAFAYETTE ANDRADA R$ 461.634,80
38 ANA PIMENTEL R$ 442.438,43
39 NELY AQUINO R$ 439.692,38
40 ZÉ SILVA R$ 400.000,00
41 EMIDINHO MADEIRA R$ 384.063,96
42 LEONARDO MONTEIRO R$ 339.000,00
43 MAURICIO DO VOLEI R$ 305.000,00
44 ANDRÉ JANONES R$ 293.787,09
45 SAMUEL VIANA R$ 289.873,04
46 PADRE JOÃO R$ 165.134,66
47 GILBERTO ABRAMO R$ 159.110,00
48 DANDARA R$ 103.921,49
49 ANA PAULA JUNQUEIRA LEAO R$ 62.632,29
50 CÉLIA XAKRIABÁ R$ 42.153,75
51 NIKOLAS FERREIRA R$ 36.820,46
52 DUDA SALABERT R$ 26.709,40
53 MIGUEL ÂNGELO R$ –

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Educação

Governo de Minas convoca mais de 2 mil aprovados em concurso da educação

Publicado

no dia

Imagem: reprodução/Agência Minas

O Governo de Minas publicou nesta quarta-feira (19/6) a nomeação de 2.082 candidatos aprovados no Concurso Público realizado pela Secretaria de Estado de Educação em 2023 – acesse a lista abaixo.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

Entre os contemplados estão 335 Analistas Educacionais (ANE), 271 Técnicos da Educação (TDE), 193 Analistas de Educação Básica (AEB) e 1.283  Assistentes Técnicos de Educação Básica (ATB) para atuar no Órgão Central da SEE/MG, em Belo Horizonte, e nas 47 Superintendências Regionais de Ensino do estado.

> A lista completa pode ser conferida no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais.

A publicação é o primeiro lote do anúncio feito pela SEE/MG para a nomeação dos  novos candidatos aprovados para ingressarem na rede estadual de Minas Gerais, conforme destaca a subsecretária de Gestão de Recursos Humanos, Gláucia Ribeiro.

No mês de julho, serão publicadas as nomeações de quase 4 mil candidatos aprovados dentro do número de vagas do edital. Os candidatos devem ficar atentos às publicações oficiais no Diário Oficial e no site da Fundação Getúlio Vargas, executora do certame, onde todas as informações relevantes serão divulgadas. Além disso, é fundamental acompanhar o Diário Oficial para tomar conhecimento sobre a data da perícia médica.

Sobre o concurso

O concurso público contou com duas etapas: prova objetiva e redação, de caráter eliminatório e classificatório, e avaliação de títulos, de caráter classificatório. Realizado nos dias 22 e 29/10 de 2023, o certame ofereceu oportunidades para diversas carreiras do quadro de pessoal da SEE/MG.

Foram 465 locais de provas, distribuídos em 45 municípios mineiros, incluindo as cidades-sede de cada Superintendência Regional de Ensino (SRE) e Belo Horizonte (SREs Metropolitanas A, B e C).

As vagas foram destinadas para atuação em Unidades de Ensino, Superintendências Regionais de Ensino (SREs), Núcleos de Acolhimento Educacional (NAE), Centros de Referência em Educação Especial Inclusiva (CREI) e Unidade Central.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Minas

Diagnósticos equivocados podem ter inflado epidemia de dengue em Minas

Publicado

no dia

A epidemia de dengue em Minas Gerais, que já registrou 795.820 casos em 2024, pode estar sendo inflada por diagnósticos equivocados. A febre oropouche, confirmada em 72 pessoas neste ano, é suspeita de ter sido confundida com dengue ou chikungunya devido à semelhança dos sintomas, segundo a Secretaria de Estado de Saúde.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, explica que o vírus oropouche pode estar circulando no estado desde o ano passado. “Na região Leste de Minas e no Vale do Aço, onde achávamos que a chikungunya estava vindo muito forte, vimos que boa parte disso é febre oropouche. Provavelmente, esse vírus já estava circulando pelo menos desde o ano passado”, afirmou Baccheretti.

Os sintomas semelhantes, como febre, dor de cabeça e dor nas articulações, dificultaram a distinção entre oropouche, dengue e chikungunya. Isso levou a erros de diagnóstico, que agora estão sendo corrigidos com exames específicos, implementados após estados vizinhos, como Bahia e Espírito Santo, registrarem casos de oropouche.

“É uma doença que tem sintomas muito parecidos com a dengue e, especialmente, a chikungunya, como febre, dor de cabeça e dor nas articulações. Acabava que o diagnóstico, até então, era dado como dengue ou chikungunya”, prosseguiu o secretário.

A partir de agora, esses testes serão incorporados à rotina da secretaria, juntamente com os de dengue e chikungunya, reduzindo a probabilidade de erros futuros. Apesar do aumento nos casos, Baccheretti tranquiliza a população, afirmando que não será necessário reforço na rede hospitalar. “Não há qualquer caso de morte ou paciente em estado grave vinculado a essa doença”, disse ele.

O secretário também ressaltou que a febre oropouche não deve se expandir significativamente, pois, até o momento, não há relatos de transmissão pelo Aedes aegypti. A doença é transmitida por um mosquito comum em áreas de rios, matas e mangues, o que limita sua disseminação em áreas urbanas.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas