® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Educação

Profissionais da educação das escolas estaduais recebem rateio do Fundeb

Publicado

no dia

Gil Leonardi / Imprensa MG

O Governo de Minas paga, nesta quinta-feira (20/1), o rateio extraordinário dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Serão distribuídos, de forma extraordinária, R$ 539 milhões entre os servidores da Educação em exercício nas escolas da rede estadual de ensino durante o ano de 2021.

Todos os servidores efetivos, contratados e convocados, com lotação e exercício nas escolas no último ano, terão direito a receber o rateio, contemplando cerca de 226 mil cargos, conforme os critérios estabelecidos pela Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) e a nova lei do Fundeb.

Na distribuição geral do saldo do Fundeb, cada profissional lotado nas escolas receberá um valor proporcional aos meses trabalhados em 2021, com base nos critérios de apuração do 13º salário.

Quanto cada servidor vai receber

O governo de Minas reservou 10% do saldo do Fundeb – cerca de R$ 50 milhões, para dividir entre os profissionais das escolas que conquistaram o Prêmio Escola Transformação. O restante do saldo foi dividido de forma proporcional ao período trabalhado.

A título de exemplo, um professor da rede de educação básica, nível inicial da carreira, seja Regente de Aula ou Regente de Turma, com a carga horária completa de 24 horas semanais e que tenha trabalhado durante todo ano letivo, receberá R$ 2.003,97 referente ao rateio do Fundeb. Comparado com o valor do vencimento base bruto desse professor, que é de R$ 2.135,64, ele receberá cerca de um salário a mais em janeiro.

Se esse mesmo professor for de uma unidade de ensino que teve seu desempenho reconhecido pelo Escola Transformação, será acrescido à sua parcela o valor de R$ 1.819,56. Somando o rateio geral mais o da premiação, ele receberá a mais em janeiro um total de R$ 3.823,53.

Crédito

O crédito será feito de forma automática para os profissionais que optaram por receber o salário pelo banco Itaú, sem a necessidade de comparecimento a uma agência. Também para os servidores que fizeram a opção pelo pagamento por meio de outra instituição bancária, ou seja, pela portabilidade salarial, a transferência do valor para a outra instituição será feita de forma automática, sem a necessidade de comparecimento à agência.

Profissionais da educação que têm direito ao rateio do Fundeb, mas encerraram o vínculo com o Estado antes do término do ano letivo/2021, como os que trabalharam como convocados ou contratados em escolas da rede estadual, não deixarão de receber o benefício.

Caso tenham saído antes da finalização do processo de migração de contas para o banco Itaú e, portanto, não foi feita abertura de conta-salário, o valor será creditado na conta antiga do Banco do Brasil em que os vencimentos eram recebidos.

Se essa conta tiver sido encerrada, o profissional poderá comparecer a uma das agências do banco Itaú portando toda documentação e fazer a abertura de uma conta. Em seguida, deverá informar à sua Superintendência Regional de Ensino os dados bancários da nova conta para que a regional faça a alteração das informações no sistema e o profissional possa receber os valores do rateio do Fundeb.

Esclarecimento de dúvidas ou mais informações podem ser obtidas por telefone no RH Responde ou por e-mail na Superintendência Regional de Ensino.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Educação

Mutirão oftalmológico atende 82 crianças da Apae de Pouso Alegre

Publicado

no dia

A prefeitura de Pouso Alegre, por meio da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Educação e Cultura, realizou nesta terça-feira (10) mutirão oftalmológico para atender 82 crianças e adolescentes da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Escola da Amizade (APAE) do município.

A presidente da APAE Pouso Alegre, Cláudia Fernanda Bueno Garcia se surpreendeu com a quantidade de crianças que apresentaram problemas de visão.

“Nós tivemos 48 alunos que receberam prescrições de óculos e três foram encaminhados para exames específicos. Impressionante como mais de 50% das crianças atendidas registraram problemas e isso indica a fundamental importância desse tipo de trabalho e da parceria da Prefeitura”, apontou.

A secretária de Saúde, Silvia Regina, avaliou a importância do mutirão para a saúde ocular e seus impactos na aprendizagem.

“Nós ficamos felizes em poder promover mais uma edição dessa ação. Sempre realizamos em etapa para atender os alunos das escolas no intuito de aproximar a saúde da população, diagnosticar diretamente as demandas e ampliar a recomposição do ensino que está sendo trabalhada pela Secretaria de Educação. Acreditamos, em conjunto, que essa questão ocular que dificulta a aprendizagem”, conclui.

Continuar lendo

Educação

Após derrubada de veto, professores suspendem greve e aulas voltam na segunda

Publicado

no dia

Professores durante assembleia realizada no final da tarde de hoje | Foto: Sind-UTE

Após os deputados mineiros derrubarem o veto do governo Zema (Novo) ao reajuste maior da educação, segurança e saúde, os professores decidiram pela suspensão da greve da categoria, que havia sido iniciada em 9 de março. A decisão foi tomada em assembleia conduzida pelo Sind-UTE, na tarde desta terça-feira, 12, em Belo Horizonte.

Com isso, as aulas na rede estadual de ensino de Minas Gerais, serão retomadas na próxima segunda-feira, 18. Os educadores voltarão aos trabalhos com direito a não terem o período da greve descontado em seus pontos, já que, com a derrubada dos vetos de Zema, além do reajuste maior, os deputados também recuperaram a parte da proposta de lei que concedia anistia aos servidores da educação.

A greve dos professores cobrava o reajuste de 33,24% para a categoria, acompanhando a atualização do Piso Nacional, feita em fevereiro deste ano, conforme previsto pela lei federal que instituiu o mecanismo em 2008. Em tese, a reivindicação caminha para ser atendida com a o resultado da votação na Assembleia.

Sanção, promulgação e Justiça

Com a derrubada dos vetos, o governador terá 48 horas para transformar em lei os trechos da proposta que havia bloqueado. Se não o fizer, a Assembleia tem o poder de promulgar a proposta, dando ela própria força de lei aos textos.

É muito provável, no entanto, que a contenda ganhe um novo capítulo, dessa vez na justiça, onde o aumento deverá ser questionado pelo governo Zema.

Em Pouso Alegre, Zema defende veto

Zema cumpriu agenda em Pouso Alegre nesta terça-feira, em encontros com empresários e prefeitos para discutir as perspectivas da indústria regional. Questionado sobre o reajuste, ainda antes de consumada a derrubada de seus vetos, ele voltou a defender que o estado não tem condições de conceder reajustes maiores.

“Quem tem acompanhado aí a pauta sabe que estamos tendo manifestações, greves. Mas eu fui muito claro. Estou aqui para fazer o certo. Prefiro fazer o certo e perder a eleição do que fazer o errado e ganhar a eleição. Estamos concedendo os 10% na próxima folha, ainda de abril”, apontou.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Continuar lendo

Educação

Mutirão oftalmológico atende 200 crianças de escolas públicas em Pouso Alegre

Publicado

no dia

Imagem: divulgação/Ascom/PMPA

A Prefeitura de Pouso Alegre, por meio da Secretaria de Educação e Cultura e da Secretaria de Saúde, está realiza nesta terça-feira e quarta-feira (5) um mutirão oftalmológico para atender 200 crianças das escolas da rede estadual e municipal.

Os alunos foram selecionados com base na observação de educadores da rede municipal de ensino

“Nós observamos os alunos nesse retorno presencial das aulas e observamos aqueles que procuram sentar na frente e que fecham os olhos para tentar enxergar melhor o que o professor está escrevendo no quadro. Acreditamos que a verificação da saúde ocular pode auxiliar os que têm algum problema na visão. Sabemos que isso atrapalha o desenvolvimento da criança e muitos não possuem acesso a consultas particulares. Por isso, buscamos realizar o mutirão para facilitar o acesso ao médico e acarretar em melhorias para os pequenos”, explica Alessandra Cassemiro Patriota, orientadora educacional.

As consultas estão sendo realizadas na Policlínica Municipal e foram previamente agendadas pelo município com o apoio dos pais. “É fundamental esse apoio entre a saúde e educação para o benefício dos alunos. Nós realizamos esse mutirão com frequência e notamos que a grande parte dos alunos avaliados apresenta uma deficiência visual e precisam de lentes corretoras. Sem dúvidas é uma ação que fará grande diferença para as crianças”, destaca a Secretária de Saúde, Silvia Regina.

Continuar lendo

Mais lidas