® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

Vereador sugere proibir a venda de animais em pet shops e clínicas veterinárias

Publicado

no dia

O vereador Hélio da Van (MDB) sugere que a Câmara de Pouso Alegre aprove um projeto de lei proibindo a venda de animais em pet shops e clínicas veterinárias. A proposta já havia sido feita pelo político, defensor da causa animal, em outro mandato e ressurge, agora, depois do resgate de 23 cães em um suposto canil clandestino na região do bairro São João.

Para o vereador, a criação clandestina de cães para comercialização está na base da maior parte dos maus-tratos praticados contra animais. Segundo ele, essa forma de criação não ocorreria se não houvesse os estabelecimentos que comercializam os animais.

“A maior forma de maus-tratos está nos criadores. São as pessoas que criam aquelas matrizes engaioladas, enjauladas, sem nenhum cuidado, sem trato veterinário, simplesmente por que eles sabem que tem o comerciante que vai comprar deles pra vender”, considera.

Apesar disso, o político admite que se trata de um projeto polêmico, mas defende que o legislativo local enfrente a questão. “Nós temos que proibir a venda de animais de estimação em clínicas, em pet-shops e nesses comércios. É polêmico, mas a gente precisa enfrentar isso pra gente poder solucionar esse caso”, propôs.

O vereador sugeriu ainda a possibilidade de, após a proibição ser aprovada, discutir-se um lei que regulamente a venda por criadores, desde que eles obtenham o atestado de criador responsável e obtenham autorização da Vigilância Sanitária.

 Cães resgatados em suposto canil clandestino no São João

No último sábado, 23 cães de raça foram resgatados por uma ONG de proteção a animais em uma casa na região do bairro São João. A ação foi acompanhada pela Polícia Milita e pelo vereador Arlindo Motta (PTB), outro político defensor da causa animal no município.

Na ação, o local foi tratado como um canil clandestino. Os animais estavam molhados, em meio a fezes e, alguns deles, com sarna.

Cotidiano

PRF prende chefe de quadrilha de assalto a bancos com atuação no Sul de Minas

Publicado

no dia

Líder de quadrilha estava foragido do presídio de Ribeirão das Neves, onde cumpria pena de 35 anos | Imagem: reprodução

Homem de 23 anos é suspeito de liderar bando que atacou bancos em diversas cidades do Sul de Minas. Além de chefiar quadrilha, ele é foragido do presídio de Ribeirão das Neves, onde cumpria pena de 35 anos

Foi preso na tarde desta quarta-feira, 24, um homem de 23 anos suspeito de liderar um bando de criminosos que atacou bancos em diversas cidades do Sul de Minas.

Ele foi preso no quilômetro 517 da BR 146, em Poços de Caldas (MG), durante a Operação Caminhos, que une a Polícia Rodoviária e a Militar em uma série de ações de repressão ao crime.

Ao interceptar o suspeito, os policiais descobriram que o motor do carro em que ele seguia, com placas de Ponta Porã (MS), possuía queixa de roubo. Foi, então, que os policiais puxaram sua ficha, descobrindo que se tratava de um foragido da justiça.

Ele foi condenador a 35 anos de prisão, mas fugiu do presídio de Ribeirão das Neves no início deste ano. Como líder da quadrilha especializada em assalto a banco, ele teria participado dos ataques ocorridos em Alfenas (MG), Paraguaçu (MG), Muzambinho (MG) e Coqueiral(MG).

Há ainda suspeita de seu envolvimento em outros crimes, como tentativa de homicídio e roubos a agências dos Correios. Ele seguiu para a delegacia da Polícia Civil de Poços de Caldas.

Continuar lendo

Cotidiano

Bombeiros retomam buscas pela bebê Lara no Rio Sapucaí

Publicado

no dia

Sandália da menina foi encontrada à beira do Rio Sapucaí | Foto: Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiro retomou na manhã desta quinta-feira, 25, as buscas pela menina Lara Sophia, que desapareceu depois de ter sido pega pelo pai, Wallace Prado, e este ter cometido suicídio à beira do Rio Sapucaí nesta quarta-feira, 24. Uma das suspeitas é que ele a tenha arremessado na água.

Ao menos quatro bombeiros trabalham nas buscas, que se estendem pela margens do rio e também  em sua parte submersa, onde são empregadas técnicas de mergulho na tentativa de encontrar a menina de 1 ano e 9 meses.

“Hoje estamos fazendo busca com um barco pelas margens do rio e vamos proceder com mergulho livre e equipado em locais com maior probabilidade de encontrarmos o corpo”, explica o tenente Eduardo Jota, que participa dos trabalhos no local.

Sandália da menina foi encontrada próximo do corpo do pai | Foto; Corpo de Bombeiros

O que se sabe até o momento sobre o caso

De acordo com relatos da família de Lara Sophia, seu pai, Wallace Prado, teria pego a menina na noite de terça-feira, em Turvolândia. Prado disse que a levaria para a casa da avó, em Silvianópolis.

Mais cedo, naquele mesmo dia, a mãe de Lara havia pedido a separação de Wallace. Eles estavam junto há pelo menos três anos. À noite, já com a menina, Wallace ligou para a ex-mulher, quis saber se a decisão tomada era irreversível.

Bebê Lara, de ano e 9 meses, desapareceu com o pai, que foi encontrado morto depois que a mãe da menina registrou um boletim de ocorrência | Imagem: reprodução de redes sociais

Já na quarta de manhã, a mãe de Lara ligou para  ex, em busca de notícias da filha, sem sucesso. Ela, então, decidiu ir à polícia, onde registrou um boletim de ocorrência.

Acionada, a Polícia Militar deu início às buscas. Na tarde de ontem, 25, o corpo de Wallace foi encontrado às margens do Rio Sapucaí, já na divisa entre a cidade de Silvianópolis e Careaçu. Ele havia cometido suicídio por enforcamento.

O que levou a polícia a suspeitar que a menina poderia ter sido jogada no rio é o fato de pertences dela terem sido encontrados próximo do corpo do pai, incluindo uma sandalinha da menina.

Bombeiros retomam buscas pela menina de 1 ano e 9 meses | Foto: Corpo de Bombeiros

 

Wallace Prado teria se enforcado á beira do Rio Sapucaí. Pertences da bebê foram encontrados ao lado do seu corpo | Imagem: reprodução de redes sociais

Continuar lendo

Cotidiano

Bombeiros buscam por bebê que desapareceu após suicídio do pai às margens do Sapucaí

Publicado

no dia

Bebê Lara, de ano e 9 meses, desapareceu com o pai, que foi encontrado morto depois que a mãe da menina registrou um boletim de ocorrência | Imagem: reprodução de redes sociais

Uma das suspeitas das autoridades é que o pai da menina a tenha arremessado. Ele foi encontrado enforcado na beira do rio depois de ter desaparecido com a bebê. Pertences dela estavam do lado do seu corpo. Mas as buscas pela menina prosseguem

O Corpo de Bombeiros faz uma extensa busca pelo área do Rio Sapucaí, na altura de Silvianópolis (MG), para tentar localizar Lara Sophia, uma bebê de 1 ano e 9 meses.

Uma das suspeitas é que o pai dela, Wallace Prado, possa tê-la arremessado no rio. Ele foi encontrado morto – enforcado –  à beira do rio. Próximo do seu corpo estavam o carrinho da bebê e outros pertences.

Wallace foi encontrado pelas autoridades pouco depois de sua ex-mulher registrar boletim de ocorrência contra ele, por ter desaparecido com a filha.

Wallace Prado teria se enforcado á beira do Rio Sapucaí. O carrinho e outros pertences da bebê foram encontrados ao lado do seu corpo | Imagem: reprodução de redes sociais

Em contato com o Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre, o R24 foi informado que as buscas pelo corpo da menina nesta quarta-feira foram encerradas e devem ser retomadas na manhã desta quinta, 25.

Qualquer informação que possa ajudar a encontrar Lara deve ser repassada à Polícia Militar pela 190.

Nas redes sociais, a mãe da menina pediu ajuda para encontrá-la:

Continuar lendo

Mais lidas