® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

Pelo menos 32 cidades do Sul de Minas já cancelaram réveillon e Carnaval de 2022

Publicado

no dia

Imagem: arquivo R24

Apesar do recuo da pandemia após a vacinação em massa no Brasil, cidades da região Sul de Minas se mobilizam para cancelar o réveillon e o Carnaval. Até o momento, pelo menos 32 cidades optaram por cancelar as duas festas ou ao menos uma delas.

O movimento se intensificou nos últimos dias com a descoberta de uma nova variante, batizada de Ômicron. Potencialmente perigosa, ela levou países da Europa a adotarem novas restrições sociais. Mesmo o Brasil restringiu voos vindos de seis países da África, onde foram identificados o maior número de casos da variante.

A grande preocupação das autoridades de saúde é que a nova cepa possui até o dobro de mutações que aquelas verificadas em outras variantes como a Delta. Essas modificações podem reduzir sensivelmente a eficácia das vacinas hoje disponíveis contra a Covid-19.

Mais 16 municípios cancelam Carnaval

Até esta sexta-feira, 26, 14 municípios haviam cancelado a festa de fim de ano e o Carnaval. O número foi para 32 quando a Associação dos Municípios Micro Região Baixa Mogiana (AMOG), integrada por 16 cidades, informou que esses municípios também cancelariam as festas. Além disso, Bandeira do Sul e Campestre anunciaram o cancelamento do réveillon em um vídeo conjunto.

Fazem parte da AMOG e aderiram ao cancelamento as seguintes cidades: Arceburgo, Areado, Bom Jesus da Penha, Botelhos, Cabo Verde, Conceição da Aparecida, Guaranésia, Guaxupé, Itamogi, Jacuí, Juruaia, Monte Belo, Monte Santo de Minas, Muzambinho, Nova Resende e São Pedro da União.

De acordo com a associação, foram levados em conta dois fatores principais, os impactos de transmissão da Covid-19 gerados após festas que promovem grandes aglomerações e intercâmbio, com consequências para a taxa de ocupação hospitalar.

Além disso considerou-se “a sensibilidade pelas famílias enlutadas pela recente perda de seus entes queridos para a doença e evita que decisões unilaterais possam promover fluxos de foliões, para além do que já se registra com a vinda de moradores de outras cidades para os municípios nesse período de festas”.

E há mais. A associação definiu ainda que festas particulares poderão ser canceladas pelas prefeituras a depender do avanço da pandemia.

Confira a lista de cidades que cancelou uma das festas ou ambas:

Cidade
Arceburgo
Areado
Bandeira do Sul
Bom Jesus da Penha
Borda da Mata
Botelhos
Brazópolis
Campestre
Cabo Verde
Cachoeira de Minas
Cambuí
Conceição da Aparecida
Conceição dos Ouros
Córrego do Bom Jesus
Cristais
Guaranésia
Guaxupé
Itamogi
Itapeva
Jacuí
Jacutinga
Juruaia
Gonçalves
Monte Belo
Monte Santo de Minas
Muzambinho
Nova Resende
Paraisópolis
Poços de Caldas
São Pedro da União
Sapucaí-mirim
Varginha

Como fica em Pouso Alegre?

Até o momento, a Prefeitura de Pouso Alegre não se manifestou quanto a realização d réveillon. Ao R24, a assessoria de imprensa do município disse que ainda não há uma definição sobre a realização da festa.

Com relação ao Carnaval, embora ainda não haja um posicionamento oficial sobre a festa, desde 2017 que a Prefeitura não apoia a realização do Carnaval voltado ao público em geral. Desde então, a festa tem se limitado a blocos particulares que fazem eventos fechados ou em vias públicas.

Durante o período de Carnaval de 2021, a Vigilância Sanitáira proibiu a realização de festas em vias públicas ou locais privados. A punição para a inflação da regra variava de fechamento do estabelecimento até prisão. Ainda assim, o órgão recebeu dezenas de denúncias e fez várias autuações por desrespeito à lei.

 


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

 

Cotidiano

Atrás de bando que atacou Itajubá, polícia atira contra carro com babá e duas crianças

Publicado

no dia

Pai de crianças aponta onde foi abordagem e nega que tenha havido ordem de parada | Imagem: reprodução PousoAlegre.net

As buscas da polícia pelo bando que atacou Itajubá (MG) na noite de ontem, 22, por pouco não terminou em tragédia no início da manhã desta quinta-feira, 23. Policiais militares confundiram um carro conduzido por uma babá, que levava duas crianças, de 11 e 6 anos, para a escola, com o veículo dos criminosos e alvejaram o automóvel que seguia por uma estrada rural de Cachoeira de Minas (MG) rumo a Pouso Alegre (MG).

A informação foi publicada inicialmente pelo pousoalegre.net, que teve acesso a vídeos feitos pela família no local da abordagem. O R24 confirmou a ocorrência.

Segundo a Polícia Militar, o carro teria desrespeitado uma ordem de parada, mas a família das crianças e a babá negam. Segundo elas, a babá não teria visualizado os policiais e só se deu conta da situação quando o carro foi atingido pelo disparo.

O projétil atingiu a coluna frontal do veículo e estilhaçou o vidro do lado do motorista. Por pouco, o tiro não acertou a babá. Ainda assim ela se feriu. Seu ouvido sangrou com o barulho do disparo e os estilhaços do vidro provocaram ferimentos leves.

A criança de 11 anos acabou torcendo o pé com o susto. A de seis anos estava dormindo no banco de trás do veículo e acordou assustada.

“O carro vinha daquela direção, não tinha os cones. Os policiais estavam escondidos aqui, atrás de um caminhão. A hora que o carro chegou nessa altura, eles atiraram de lá. Então não fizeram sinal para parar nem nada, só atiraram no carro, sem perguntar nem nada“, afirma o pai das duas crianças no vídeo publicado pelo portal pousoalegre.net.

De acordo com a Polícia Militar, ‘foi lavrado um boletim de ocorrência para posterior apuração por parte do comando da unidade’.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Polícia fecha o cerco contra criminosos que atacaram Itajubá. Eles estariam feridos e a pé

Publicado

no dia

Major Layla, porta-voz da PM, atualiza cerco ao bando que atacou Itajubá na noite de ontem | Foto: reprodução

Uma enorme operação policial está em curso nesse momento para capturar o bando de criminosos que atacou a cidade de Itajubá, no Sul de Minas, no final da noite de ontem, 22. Até o momento, um único suspeito, de 33 anos, foi preso depois de perseguição e tiroteio nas proximidades de Brazópolis.

De acordo com as autoridades, durante a fuga, o bando se dividiu em dois comboios. As primeiras informações davam conta de que um grupo seguiu em direção a Pouso Alegre e outro no sentido São Lourenço.

Mais tarde, a PM informou que trocou tiros com um dos grupos nas proximidades de Brazópolis, onde o suspeito de 33 anos foi preso. É nessa região que a polícia acredita estar a maioria dos integrantes do bando.

“A nossa ação foi rápida e conseguiu impedir a fuga efetivamente. Eles estão cercados em uma área que está hoje dominada pelas nossas guarnições policiais aqui da 17ª região”, informou a major Layla, porta-voz da PM mineira. Ainda de acordo com a major, os criminosos estariam sem transporte e, provavelmente, alguns deles feridos, já que alguns dos veículos utilizados na ação e apreendidos pela polícia têm marcas de sangue em seu interior e em objetos.

Segundo a major, a polícia monitora o trecho. “Estão homiziados em uma região que a gente tem um certo controle dela. Nós estamos monitorando ela, justamente por saber que eles estão sem veículos, não conseguiram fazer essa transição e nós estamos nesta busca e captura”, afirma.

Veículos apreendidos

Até o momento, as autoridades apreenderam ao menos seis veículos utilizados nos ataques. De acordo com a Polícia Civil, três veículos foram apreendidos em Estiva, um em Itajubá e dois em Brazópolis. Já a major Layla aponta ainda que dois veículos foram abandonados em Extrema e já na divisa com São Paulo.

Policiais militares, civis e operações especiais atuam na captura do bando

Além de policiais militares de toda a região, a PM emprega drones, aeronaves e o Batalhão de Operações Especiais de Belo Horizonte na captura do bando. Há ainda um efetivo de 50 policiais civis empregados na operação.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Bando armado sitia centro de Itajubá, ataca banco, quartel, fere policiais e estudante

Publicado

no dia

A cidade de Itajubá, no Sul de Minas, viveu momentos de terror entre o final da noite e início da madrugada desta quinta-feira, 23. Um bando fortemente armado cercou o centro da cidade para atacar uma agência da Caixa Econômica Federal por volta da meia-noite. Segundo a Polícia Militar, a ação dos bandidos feriu cinco policiais e um estudante que passava pelo local. Todas as vítimas estariam fora de risco.

Para dominar a região central da cidade, os bandidos iniciaram um ataque ao quartel da PM. Além de atirar contra o prédio da corporação usando armamento de grosso calibre, eles tentaram incendiar um carro que estava próximo ao local, jogando combustível sobre o veículo, mas as chamas não se espalharam.

A ação dos bandidos foi registrada por moradores, que compartilharam as imagens nas redes sociais. Nos registros, é possível ouvir muitos tiros e visualizar os bandidos com armamento pesado se posicionando para os ataques. Ainda não está claro se o bando conseguiu invadir o cofre da agência bancária, as primeiras informações indicavam que não.

Um estudante da Unifei, de 30 anos, que passava pelo local ficou ferido durante o tiroteio. Ele estava no banco do carona de um veículo que cruzava o trecho e acabou atingido na perna. O rapaz seria o único civil ferido na ação. Na troca de tiros, cinco policiais também foram atingidos, ao menos um deles teve que passar por uma cirurgia. As primeiras informações dão conta de que todos estão fora de perigo.

Bando se divide em dois grupos na fuga

Quando os bandidos começaram a recuar, eles se dividiram em dois comboios. Um deles seguiu sentido Pouso Alegre, pela BR-459, e o outro sentido São Lourenço, via Maria da Fé.

Os confrontos entre criminosos e a polícia seguiu pela madrugada. Há registro de tiroteio na região de Brasópolis e Paraisópolis, além de São Bento (SP), já na divisa de Minas com São Paulo.

Ao menos um suspeito já teria sido capturado. A polícia segue no encalço do bando na manhã desta quinta, 23.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas