® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

O desespero das pessoas em meio a deslizamento que deixou mortos e feridos em Capitólio

Publicado

no dia

Pouco antes das 13h deste sábado, 08, dezenas de turistas que passeavam em lanchas e outras embarcações pelo condomínio Escarpas do Lago, em Capitólio (MG), viveram momentos de terror. Um enorme aglomerado de rocha se desprendeu do cânion que cerca o lago e atingiu embarcações próximas. Pelo menos 32 pessoas feridas foram atendidas no local. No início da noite, seis mortes já haviam sido confirmadas e pelo menos 20 pessoas estariam desaparecidas.

Além de atingir diretamente dezenas de pessoas, o desastre foi acompanhado de perto por turistas que seguiam em outras embarcações, não tão próximas do cânion.

Estima-se que entre 70 e 90 pessoas estavam no local. Turistas que esperavam registrar as belezas naturais de Capitólio, gravaram o momento exato em que a rocha se desprendeu, atingindo as embarcações cheias de passageiros. Ao menos três lanchas foram atingidas. Duas afundaram.

A euforia do passeio turístico foi substituída por agonia e desespero. Os turistas começam a gritar, em estado de choque. Neste vídeo, uma voz que parece ser de um dos tripulantes da embarcação tenta acalmar os turistas. ‘Calma, calma, calma”, diz ele, antes de asseverar para que embarcação seguisse em frente.

Este outro vídeo registra o que parece ser a chegada das primeiras vítimas do acidente. Familiares se abraçam e choram.

O Corpo de Bombeiros, o Samu e a Polícia Civil atuam no atendimento às vítimas e isolamento do local. A Marinha também foi acionada. O órgão de Defesa afirma que um inquérito será instaurado para investigar as causas do acidente.

De acordo com informações preliminares do Corpo de Bombeiros, o deslizamento da rocha seria resultado de uma ‘tromba d’água’ que atingiu o local.

O aglomerado rochoso despencou de uma altura de pelo menos cinco metros antes de atingir as três lanchas que transportavam turistas no momento do impacto.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Cotidiano

Avenida em obras: acidente deixa duas pessoas feridas na Dique I

Publicado

no dia

Imagem: reprodução de redes sociais

Um veículo de passeio bateu na traseira de um caminhão na ponte que passa sobre a avenida Dique I, em Pouso Alegre. A via está em obras desde o início do ano. Ao menos duas pessoas foram socorridas pelo Samu com ferimentos leves.

O trecho onde ocorreu o acidente tem liberação intermitente para fluxo de veículos devido às obras. Ele é aberto às 17h e fechado às 7h. Foi por volta do horário de fechamento, na manhã de hoje, que ocorreu a colisão.

Quando o Samu se encaminhava para o local do acidente, o acesso já havia sido fechado. Foi preciso remover as barreiras para chegar até o local da colisão.

Um homem, que conduzia o veículo de passeio, e uma mulher, que seguia no banco do passageiro, foram socorridos com ferimentos leves e conscientes.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Cidade de gelo: chuva de granizo deixa São Gonçalo do Sapucaí e Fernão Dias irreconhecíveis

Publicado

no dia

Uma forte chuva de granizo que caiu na tarde desta segunda-feira (03) em algumas cidades da região deixou trechos da Fernão Dias e cidades como São Gonçalo do Sapucaí cobertas de gelo.

Imagens impressionantes feitas por moradores e pessoas que transitavam pela rodovia mostram paisagens que lembram uma cidade após uma forte nevasca. O cenário, no entanto, resultou de uma tempestade de granizo que, em São Gonçalo do Sapucaí destelhou casas e prejudicou serviços básicos, como fornecimento de água e energia.

Ainda durante a tarde, o prefeito da cidade, Brian Drago (PSL) se reuniu com Polícia Militar e a Defesa Civil para criar uma sala de crise, a fim de fazer frente aos estragos provocados pela tempestade.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Moradores reclamam que trecho da Dique I está sendo fechado antes das 7h

Publicado

no dia

Desde a última quinta-feira, 15, a prefeitura de Pouso Alegre anunciou a liberação do trecho da Avenida Dique 1, no sentido bairro, das 17h30 às 7h.

Mas diversos condutores entrarm em contato com o R24 para dizer que o horário não estaria sendo cumprido.

Foi o caso do professor Allysson Lima, que nestas terça e quarta-feira acabou chegando atrasado em seu trabalho por conta do fechamento antecipado da avenida.

“[São] 10 para as sete da manhã, a fila de carro… [eu] precisando ir trabalhar… O encarregado da obra não tá liberando a gente”, protesta o professor enquanto filma o interior de seu carro, frisando as horas marcadas no painel, e uma fila de carros parada no bloqueio.

O vídeo em questão é de terça-feira, 20. Nesta quarta-feira, 21, o professor voltou a ficar parado no bloqueio. O relógio de seu veículo marcava 6h55.

Obras e congestionamento

Desde que as avenidas Perimetral e Dique 1 foram parcialmente interditadas para obras, no início do ano, a ida e volta do trabalho virou motivo de aborrecimento para os pouso-alegrenses que precisam acessar a região.

Para chegar ao destino, é preciso enfrentar congestionamento e muita lentidão. Não tem jeito. Ou sai mais cedo ou vai chegar atrasado.

Para minimizar o problema, o prefeito Cel. Dimas (PSDB) anunciou na última semana, a abertura de um trecho da Dique 1, no sentido bairro, por tempo determinado, das 17h30 às 7h.

Mas os motoristas alegam que os horários não estariam sendo cumpridos. O R24 entrou em contato com a prefeitura, mas, até o fechamento deste texto a administração ainda não havia se posicionado. Tão logo ocorra, ele será incluído neste espaço.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas