® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

Famílias em abrigo temporário da Prefeitura fazem teste de Covid-19

Publicado

no dia

Seis famílias abrigadas na Escola Municipal Dr. Ângelo Cônsoli, em Pouso Alegre (MG), passaram por teste de Covid-19 neste sábado, 08. A medida é parte do protocolo sanitário estabelecido no local em meio ao enfrentamento da pandemia.

O grupo de pessoas é parte das 51 famílias desabrigadas no bairro São Geraldo por conta das enchentes. A maior parte das pessoas seguiu para as casas de amigos e parentes, enquanto seis famílias optaram por seguir para o abrigo da Prefeitura. A Secretaria de Políticas Sociais esperava receber mais duas até o final da noite de hoje.

O município afirma que as famílias abrigadas na escola estão recebendo alimentação, assistência médica, psicológica e roupas.

Monitoramento das enchentes

Ainda de acordo com a Prefeitura, a Defesa Civil segue com o monitorando do nível dos rios que cortam o município. Na manhã deste sábado, a medição do rio Sapucaí Mirim registrou 4,2 metros e o rio Mandu 3,6 metros. As bombas de sucção dos diques de contenção 1 e 2 estão em operação segundo o município. Há ainda, também de acordo com a Prefeitura, duas bombas de sucção instaladas na ‘Diquinha’ para ajudar na drenagem das águas.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Cotidiano

Erosão abre cratera e interdita BR-459, em Senador José Bento. PRF indica desvio

Publicado

no dia

Homens trabalham para reparar trecho onde cratera se abriu na BR-459 | Foto: PRF

Uma erosão  abriu uma cratera na pista e interditou os dois sentidos da BR-459 no quilômetro 74,9, entre Senador José Bento e Congonhal. A previsão inicial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é que a interdição dure pelo menos 24 horas.

Como alternativa, a PRF pede que os motoristas façam um desvio pelo município de Senador José Bento. O desvio para quem precisar passar pelo trecho é feito em dois pontos: no quilômetro 69,2, acessando o trevo do município de Senador José Bento, e no quilômetro 76,7, ao lado de um ponto de ônibus.

A rota alternativa segue por um trecho de 15,5 quilômetros, por uma estrada vicinal do bairro Água Parada.

Erosão abre cratera na BR-459, confirmando alerta que vinha sendo feito por moradores

A erosão que impediu o tráfego no trecho da BR-459 abriu uma grande cratera na pista. As autoridades ainda não reportaram os detalhes técnicos dos danos causados às pistas, mas confirmaram o perigo de desabamento no trecho, o que já vinha sendo apontado por moradores da região desde o agravamento dos fortes temporais do início de janeiro.

Cratera interdita a rodovia desde as 9h30 desta sexta | Foto: PRF


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Continuar lendo

Cotidiano

Após morte trágica em Pouso Alegre, mulher doa órgãos e ajuda a salvar vidas

Publicado

no dia

Romilda Raimundo Pereira em foto do arquivo familiar | Imagem: reprodução

Romilda Raimundo Pereira, de 58 anos, morreu de forma trágica no último domingo. Ela foi atropelada por uma charrete quando atravessava a Avenida Levino Ribeiro do Couto, próximo ao terminal rodoviário de Pouso Alegre. Ela até chegou a tentar se levantar, mas a pancada na cabeça fora grave.

Ela acabou socorrida por um médico e um técnico de enfermagem que passavam pelo local, que acionaram o Samu. No hospital, seu quadro se agravou. A morte encefálica foi confirmada na terça-feira, 18.

Dois meses antes de ser atropelada, Romilda fez uma nova carteira de identidade. No documento, retirou a citação ‘não doadora de órgãos’. Sua decisão, reafirmada pela família após sua morte, ajudou a mudar a vida de várias pessoas.

Nesta quinta-feira, 20, no Hospital das Clínicas Samuel Libânio, foi realizada a cirurgia para retirada dos órgãos: figado, rins e córneas, que seguiram de avião para Montes Claros, Itajubá, Passos e Belo Horizonte.

Inquérito vai apurar atropelamento

A família de Romilda espera esclarecer as circunstâncias do atropelamento. Casada e mãe de três filhos, ela tinha quatro netos e aguardava a chegada do quinto.

Um inquérito será instaurado pela Polícia Civil para apurar o caso. Testemunhas teriam afirmado que na charrete que atingiu Romilda seguiam duas pessoas. O condutor teria permanecido no local para prestar assistência até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu.

O corpo de Romilda será sepultado em Borda da Mata, sua cidade natal.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Continuar lendo

Cotidiano

Ex-padre é indiciado por violência sexual contra três monges em Monte Sião

Publicado

no dia

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu o inquérito que investigava o ex-padre Ernani Maia dos Reis e o indiciou por cometer violência sexual mediante fraude contra três monges em Monte Sião, no Sul de Minas. A informação foi publicada pelo Portal Uol e confirmada pelo R24.

Os crimes teriam ocorrido entre os anos de 2011 e 2018, quando o então padre comandava o mosteiro Santíssima Trindade, de Monte Sião, que integra a Arquidiocese de Pouso Alegre. Reis nega ter cometido os crimes.

As investigações começaram em outubro do ano passado a pedido do Ministério Público, depois que uma série de reportagens do Portal Uol revelou o caso com relatos de diversas testemunhas. Além de desencadear o inquérito policial, as reportagens levaram o Papa Francisco a desligar oficialmente Ernani da Igreja Católica. O anúncio foi feito pela Santa Sé em 1º de outubro de 2021.

Ex-padre negou acusações em depoimento

As investigações contra o ex-padre foram conduzidas pelo delegado Daniel Leme Amaral, lotado em Monte Sião. Ele interrogou Ernani no dia 7 de dezembro do ano passado. Na oportunidade, o ex-sacerdote negou ter cometido qualquer violência e afirmou que as relações mantidas com os monges eram consentidas.

De acordo com a reportagem do Uol, Ernani teria cometido abuso contra 8 monges, que, à época, possuíam idades entre 20 e 43 anos. Outras 11 pessoas teriam sido vítimas de constrangimentos e agressões verbais.

Ao concluir o inquérito, porém, o delegado Daniel Leme Amaral encontrou indícios de que o ex-padre cometeu contra três vítimas o crime previsto no artigo 215 do Código Penal brasileiro: “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com alguém, mediante fraude ou outro meio que impeça ou dificulte a livre manifestação de vontade da vítima.”. A pena prevista é de dois a seis anos de reclusão.

O ex-padre ainda não se manifestou quanto ao indiciamento. Seu advogado, João Humberto Alves, disse ao portal Uol que seu cliente “pretende se manifestar apenas nos autos”.

Após a conclusão do inquérito policial, o caso é repassado ao Ministério Público estadual. Caberá ao órgão decidir se oferece a denúncia contra o ex-padre à Justiça ou se a arquiva. Caso a denúncia seja oferecida e o Judiciário a aceite, será instaurado uma ação penal, quando Ernani se converteria em réu.


 

Continuar lendo

Mais lidas