Entenda o desconto progressivo nos pedágios da região e saiba quanto vai gastar

Cotidiano

Entenda o desconto progressivo nos pedágios da região e saiba quanto vai gastar

Publicado

no dia

Imagem: ilustração

Trabalhadores que vão e voltam todos os dias da semana podem gastar entre R$ 229 e R$ 343 por mês

Três pedágios começam a funcionar na BR-459 a partir da 0h desta segunda-feira, 09. As praças foram instaladas pela EPR Sul de Minas, empresa que venceu a concessão de 8 rodovias do Sul de Minas feita ano passado pelo governo Zema (Novo) (Confira a tabela de valores de pedágio e simulações ao final do texto).

A partir desta segunda, condutores que passarem pela rodovia nos quilômetros 117,3, entre Santa Rita e Pouso Alegre, 40,5, em Caldas, e 80,9, em Senador José Bento, terão que pagar a tarifa mínima de R$ 4,60 para motos e R$ 9,20 para veículos leves (automóveis, caminhonetes e furgões). Para veículos de maior porte, o valor é de R$ 9,20 por eixo.

O valor inicial do pedágio revoltou moradores da região, mas há ao menos um alento para quem trafega de veículo leve: um desconto progressivo para cada passagem pelo mesmo pedágio e no mesmo sentido. Mas para usufruir do desconto é necessário optar pelas TAGs de cobrança eletrônica.

Bem, se você se encaixar em todas essas condições, a partir da segunda passagem pelo pedágio, no mesmo sentido, o desconto passa a valer. O desconto vale da 2ª até a 30ª passagem dentro de um mesmo mês. A partir da 31ª passagem passa a valer o desconto máximo atingido na 30ª passagem. No mês seguinte, um novo ciclo de cobranças de inicia.

O desconto exato vai variar de acordo com a praça de pedágio. O R24 fez uma tabela com o valor da tarifa a partir da 2ª, 10ª e 30ª passagem nas três praças de pedágio. Para simular o valor para todas as passagens é possível acessar um simulador no site da EPR (clique aqui). Confira a tabela do R24:

Praça de Pedágio 1ª passagem 2ª passagem 10ª passagem 30ª passagem
Santa Rita do Sapucaí R$ 9,20 R$ 8,65 R$ 5,30 R$ 1,56
Senador José Bento R$ 9,20 R$ 9,05 R$ 7,95 R$ 5,70
Caldas R$ 9,20 R$ 9,00 R$ 7,53 R$ 4,83

O maior desconto entre as três praças que começam a funcionar será em Santa Rita do Sapucaí. Por lá, o desconto para a segunda passagem é de quase 6% e chega a 83% na 30ª passagem. No caso de Senador José Bento, o desconto para a segunda passagem é de 1,6% e 38% para a 30ª passagem. Em Caldas, o desconto é de 2,1% para a segunda passagem e 47,5% para a 30ª passagem.

Quanto pesa no bolso na prática

Considere uma pessoa que mora em Santa Rita do Sapucaí e vai de carro para trabalhar em Pouso Alegre de segunda a sexta-feira. Em um mês típico ela faria 22 viagens de ida e 22 viagens de volta. Lembrando que o desconto é aplicado apenas na passagem pelo mesmo sentido. Neste caso, ela atingiria o desconto máximo para a 22ª passagem, em 44 travessias pelo pedágio indo e vindo. O gasto neste mês típico seria de R$ 229,20, uma média de R$ 5,21 por passagem.

A mesma lógica aplicada a trabalhadores que precisam atravessar o pedágio de Senador José Bento daria um gasto mensal de R$ 343,18 e média de R$ 7,80 por passagem. No caso de Caldas, o gasto mensal desse trabalhador seria de 323,68 e valor médio por passagem de R$ 7,36.

Confira a tabela:

Simulação: trabalhador que vai e volta de segunda a sexta
Praça de Pedágio Valor gasto no final do mês
Santa Rita do Sapucaí R$ 229,20
Senador José Bento R$ 343,18
Caldas R$ 323,68

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Cotidiano

Motociclista fica gravemente ferido em colisão na BR-459, em Pouso Alegre

Publicado

no dia

Imagem: divulgação/PMRv

Um motociclista de 50 anos ficou gravemente ferido em uma colisão na BR-459, no retorno próximo ao bairro Belo Horizonte, em Pouso Alegre (MG), no início da manhã desta quarta-feira, 28.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

A colisão envolveu um Peugeot 208 e uma Yamaha Fazer. Segundo o condutor do automóvel contou à Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ele aguardava na faixa de aceleração para acessar o retorno da rodovia quando cruzou o fluxo de trânsito e não viu a motocicleta se aproximando.

O motociclista colidiu lateralmente com o carro e sofreu lesões graves no rosto, além de fraturas nos membros inferiores.

Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros com traumatismo cranioencefálico e encaminhado para o Hospital das Clínicas Samuel Libânio em estado grave.

A perícia técnica da Polícia Civil esteve no local e realizou os trabalhos de praxe. Os veículos envolvidos estavam com as documentações regulares. O carro foi liberado para o condutor no local e a motocicleta foi recolhida ao pátio credenciado do Detran/MG, pois não havia familiar ou pessoa idônea para a sua liberação.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Encontrado adolescente que desapareceu a caminho da escola em Pouso Alegre

Publicado

no dia

O jovem Willian a caminho de casa após ser encontrado na Fernão Dias

Willian, o adolescente de 15 anos que estava desaparecido desde a manhã de ontem, 27, foi encontrado pela família em um posto às margens da rodovia Fernão Dias, no início da tarde desta quarta-feira, 28.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

O jovem, que tem o transtorno do espectro autista, saiu de casa por volta das 6h30 de terça-feira a caminho da escola Monsenhor José Paulino, onde cursa o 1º ano do Ensino Médio, e desde então não fora mais visto.

A família registrou boletim de ocorrência, se mobilizou e fez uma enorme campanha por meio das redes sociais, com posts sendo compartilhados milhares de vezes. Felizmente, deu resultado.

Horas de desespero

Mas, até o final feliz, foram cerca de 30 horas de angústia. A mãe do menino suspeitou do desaparecimento na tarde desta terça-feira, 27, quando o jovem não retornou da escola. Ela explica que ele deveria retornar por volta das 13h. Como Willian não retornou no horário de costume, ela imaginou que ele poderia ter ido para a casa da avó, o que não aconteceu.

A confirmação do desaparecimento veio quando ela descobriu que ele sequer teria chegado à escola. A partir daí, a família acionou a polícia, registrou o boletim de ocorrência e iniciou uma campanha nas redes sociais em busca de informações sobre o paradeiro de Willian.

“A gente não tem informação nenhuma, dele, nada, nada. Nem amigo, nem conhecido. Rodamos Pouso Alegre inteira de carro. Tivemos várias notícias, de que ele teria sido visto na [Avenida] Dique 2, no Cristo, muita gente falando, mas sem certeza de nada”, lamenta a tia de Willian Lydiane Funchal.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Família procura por jovem autista que desapareceu a caminho da escola

Publicado

no dia

Willian foi visto pela última vez saindo de casa a caminho da Escola Monsenhor José Mendonça | Imagens: reprodução

A família do jovem Willian, de 16 anos, está a sua procura. O menino saiu para ir à escola por volta das 6h40 desta terça-feira, 27, e, desde então, não foi mais visto. Willian mora no bairro Tijuca e seguia para a Escola Monsenhor José Paulino, que fica no Centro de Pouso Alegre, onde cursa o 1º ano do Ensino Médio.

> Siga o R24 no Instagram
> Acesse o canal do R24 no WhatsApp
> Acesse a Comunidade de WhatsApp do R24

De acordo com a mãe dele, Ariana de Oliveira, Willian é um menino tranquilo e nunca havia sumido. “Era de casa para a escola e da escola para a casa”, conta.

O que deixa os familiares ainda mais preocupados é o fato do menino ser diagnosticado com o transtorno do espectro autista. “Ele tem autismo, então, assim, ele pode estar completamente perdido”, afirma um primo em vídeo compartilhado nas redes sociais.

A mãe do menino suspeitou do desaparecimento na tarde desta terça-feira, 27, quando o jovem não retornou da escola. Ela explica que ele deveria retornar por volta das 13h. Como Willian não retornou no horário de costume, ela imaginou que ele poderia ter ido para a casa da avó, o que não aconteceu.

A confirmação do desaparecimento veio quando ela descobriu que ele sequer teria chegado à escola. A partir daí, a família acionou a polícia, registrou o boletim de ocorrência e iniciou uma campanha nas redes sociais em busca de informações sobre o paradeiro de Willian.

“A gente não tem informação nenhuma, dele, nada, nada. Nem amigo, nem conhecido. Rodamos Pouso Alegre inteira de carro. Tivemos várias notícias, de que ele teria sido visto na [Avenida] Dique 2, no Cristo, muita gente falando, mas sem certeza de nada”, lamenta a tia de Willian Lydiane Funchal.

Quem tiver qualquer informação sobre Willian, pode encaminhar para os telefones disponibilizado pela família, o (35) 99781-3840, e falar com Lydiane, ou o (35) 99717‑4818 e falar com mãe do jovem, Ariana.

Nas redes sociais, professores, amigos e até a Escola Estadual Monsenhor José Paulino ajudam a compartilhar publicações à procura do jovem.

A Polícia Militar também realiza buscas pelo garoto. Qualquer informação que possa ajudar a encontrá-lo pode ser repassada também às autoridades pelo telefone 190 ou pelo Disque Denúncia 181.

Quer receber notícias de Pouso Alegre e região e ser informado sobre as vagas de emprego diretamente no seu WhatsApp? Acesse o canal do R24 no WhatsApp


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Canal do WhatsApp| Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas