® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

Após tempestades, cidades decretam estado de calamidade e emergência no Sul de Minas

Publicado

no dia

As cidades de Soledade de Minas (MG) e Tocos do Moji (MG) decretaram estado de calamidade e situação de emergência após as fortes chuvas que castigaram os municípios nas últimas horas.

Em Soledade de Minas, pelo menos 100 pessoas ficaram desalojadas. Em Tocos do Moji, o levantamento da Secretaria de Obras indica que pelo menos 30 casas foram invadidas.

Nas redes sociais, moradores compartilharam imagens chocantes dos temporais. Em Soledade de Minas, uma rua converteu-se em uma enorme cachoeira, enquanto em Tocos do Moji, o córrego Vargem Grande deixou as ruas do centro submersas.

Ao longo desta segunda, 07, as cidades trabalharam na limpeza das ruas e casas e começaram a contabilizar os prejuízos.

Situação de Emergência

A chuva que caiu durante a tarde de domingo em Soledade de Minas deixou um rastro de destruição. O município decretou situação de emergência. No último levantamento, pelo menos 100 pessoas estavam desalojadas na cidade, resultado de 35 casas invadidas pelas águas. O mesmo aconteceu com quatro estabelecimentos comerciais.

A força das águas levou parte de uma ponte, obrigando os moradores a fazerem desvios. A Prefeitura adiou a volta às aulas, que estavam previstas para esta segunda, e pediu aos moradores que economizem água. Há temor de desabastecimento, pois uma bomba de captação de água ficou destruída após o temporal.

Calamidade

Em Tocos do Moji, o temporal começou no final da noite e entrou pela madrugada. Foram mais de três horas de chuva intensa.

Os problemas da cidade começaram quando o Córrego Vargem Grande, que corta o centro da cidade, transbordou. As águas chegaram à praça da cidade, que acabara de ser reformada.

A chuva prosseguiu e foi questão de tempo para mais um transbordamento, desta vez o Rio Moji, que subiu 6 metros, levando suas águas até a casa dos moradores que ficam mais próximas.

A Defesa Civil ainda contabiliza os estragos. Há residências que podem ser condenadas por estarem em regiões onde o barranco ameaça ceder.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Cotidiano

Avenida em obras: acidente deixa duas pessoas feridas na Dique I

Publicado

no dia

Imagem: reprodução de redes sociais

Um veículo de passeio bateu na traseira de um caminhão na ponte que passa sobre a avenida Dique I, em Pouso Alegre. A via está em obras desde o início do ano. Ao menos duas pessoas foram socorridas pelo Samu com ferimentos leves.

O trecho onde ocorreu o acidente tem liberação intermitente para fluxo de veículos devido às obras. Ele é aberto às 17h e fechado às 7h. Foi por volta do horário de fechamento, na manhã de hoje, que ocorreu a colisão.

Quando o Samu se encaminhava para o local do acidente, o acesso já havia sido fechado. Foi preciso remover as barreiras para chegar até o local da colisão.

Um homem, que conduzia o veículo de passeio, e uma mulher, que seguia no banco do passageiro, foram socorridos com ferimentos leves e conscientes.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Cidade de gelo: chuva de granizo deixa São Gonçalo do Sapucaí e Fernão Dias irreconhecíveis

Publicado

no dia

Uma forte chuva de granizo que caiu na tarde desta segunda-feira (03) em algumas cidades da região deixou trechos da Fernão Dias e cidades como São Gonçalo do Sapucaí cobertas de gelo.

Imagens impressionantes feitas por moradores e pessoas que transitavam pela rodovia mostram paisagens que lembram uma cidade após uma forte nevasca. O cenário, no entanto, resultou de uma tempestade de granizo que, em São Gonçalo do Sapucaí destelhou casas e prejudicou serviços básicos, como fornecimento de água e energia.

Ainda durante a tarde, o prefeito da cidade, Brian Drago (PSL) se reuniu com Polícia Militar e a Defesa Civil para criar uma sala de crise, a fim de fazer frente aos estragos provocados pela tempestade.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Cotidiano

Moradores reclamam que trecho da Dique I está sendo fechado antes das 7h

Publicado

no dia

Desde a última quinta-feira, 15, a prefeitura de Pouso Alegre anunciou a liberação do trecho da Avenida Dique 1, no sentido bairro, das 17h30 às 7h.

Mas diversos condutores entrarm em contato com o R24 para dizer que o horário não estaria sendo cumprido.

Foi o caso do professor Allysson Lima, que nestas terça e quarta-feira acabou chegando atrasado em seu trabalho por conta do fechamento antecipado da avenida.

“[São] 10 para as sete da manhã, a fila de carro… [eu] precisando ir trabalhar… O encarregado da obra não tá liberando a gente”, protesta o professor enquanto filma o interior de seu carro, frisando as horas marcadas no painel, e uma fila de carros parada no bloqueio.

O vídeo em questão é de terça-feira, 20. Nesta quarta-feira, 21, o professor voltou a ficar parado no bloqueio. O relógio de seu veículo marcava 6h55.

Obras e congestionamento

Desde que as avenidas Perimetral e Dique 1 foram parcialmente interditadas para obras, no início do ano, a ida e volta do trabalho virou motivo de aborrecimento para os pouso-alegrenses que precisam acessar a região.

Para chegar ao destino, é preciso enfrentar congestionamento e muita lentidão. Não tem jeito. Ou sai mais cedo ou vai chegar atrasado.

Para minimizar o problema, o prefeito Cel. Dimas (PSDB) anunciou na última semana, a abertura de um trecho da Dique 1, no sentido bairro, por tempo determinado, das 17h30 às 7h.

Mas os motoristas alegam que os horários não estariam sendo cumpridos. O R24 entrou em contato com a prefeitura, mas, até o fechamento deste texto a administração ainda não havia se posicionado. Tão logo ocorra, ele será incluído neste espaço.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram | Twitter

Continuar lendo

Mais lidas