® 2021 Rede Moinho 24 • Notícias de Pouso Alegre e região •

Cotidiano

Advogado escapa de assalto e da morte em São Sebastião do Paraíso

Publicado

no dia

Um advogado escapou por pouco de uma tentativa de assalto seguida de tentativa de assassinato em São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas, na tarde desta quarta-feira, 12. Dois homens, um armado com um bastão de madeira e outro com uma pistola, tentaram assaltá-lo e dispararam nove vezes contra o seu veículo quando ele tentou fugir.

A ação dos bandidos e a fuga da vítima foram registradas por câmeras de segurança. O carro do advogado estava estacionado na Rua Geraldo Pereira, quando um automóvel de passeio prata se aproximou e parou atravessado, bloqueando sua saída.

De dentro do automóvel, desceram dois homens. Um segurava um bastão de madeira, o outro uma pistola, conforme relatou a vítima em seu depoimento à polícia. Assim que anunciaram o assalto, o advogado engatou a marcha ré e acelerou para fugir dos bandidos.

O homem com o bastão partiu para cima do veículo, golpeando seu para-brisa. Já o homem com a pistola, descarregou nove disparos contra o automóvel. Três deles acertaram o carro, mas nenhum o advogado, que conseguiu escapar ileso dos criminosos.

A polícia ainda não conseguiu prender os bandidos, mas, por meio das imagens de câmera de segurança já descobriu que a dupla havia assaltado uma agência de veículos 10 minutos antes da investida contra o advogado.

Erramos: diferentemente do informado no texto anterior, o advogado foi atacado em São Sebastião do Paraíso e não em Paraisópolis. A informação já foi corrigida.


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Cotidiano

Curadora é presa por maus-tratos a mulher de 58 anos com problemas mentais

Publicado

no dia

Imagem: ilustrativa

Vítima foi encontrada caída em sua residência, sem cuidados mínimos de higiene, acompanhada de uma criança. A curadora não tem parentesco com a vítima, mas exerce o papel de sua responsável legal

Uma mulher de 36 anos foi presa na tarde desta quinta-feira, 12, no bairro Jardim Redentor, em Pouso Alegre, por maus-tratos a uma mulher de 58 anos com problemas mentais e debilidade física, de quem é responsável legal.

O caso precisou da intervenção da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A força policial foi acionada por funcionários da Secretaria de Saúde de Pouso Alegre, que fazem o acompanhamento médico e social da mulher. O acionamento foi feito depois que a equipe não conseguiu acesso à casa da vítima.

“Foi narrado pelos funcionários da prefeitura às guarnições policiais que nesta ocasião, ao tentarem acessar a casa, não se fazia presente nenhum responsável legal pela mulher curatelada, estando no local apenas uma menor impúbere [criança]. Em razão disso, foi acionado o serviço policial para garantia do trabalho de saúde dos funcionários da prefeitura à mulher”, registra o informe policial.

Ainda de acordo com o informe, a equipe de saúde que tentava acesso à residência, ainda do lado de fora, conseguiu visualizar a vítima, que além de problemas mentais tem debilidade nos membros superiores. Ela estava caída ao solo “logo na entrada de um pequeno recinto, estando suja e sem os cuidados higiênicos básicos e os relacionados a saúde”.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado para prestar os primeiros atendimentos à vítima. Após ser localizada, sua curadora garantiu que o ocorrido se trataria de um episódio isolado, mas não adiantou, ela foi detida e conduzida até à delegacia em flagrante por maus-tratos.

Por se tratar de maus-tratos, com pena máxima inferior a dois anos, a curadora assinou um Termo Circunstanciado e se comprometeu a comparecer em juízo, sendo liberada em seguida.

Continuar lendo

Cotidiano

Dupla arromba caminhão e furta 200 quilos de carne em Pouso Alegre

Publicado

no dia

Dois homens, de 27 e 46 anos, foram presos em Pouso Alegre (MG) nesta quinta-feira, 12, depois de furtarem uma carga de 200 quilios de carne e outras mercadorias.

A polícia chegou até a dupla por meio de uma denúncia anônima, dando conta que eles estavam fazendo o transbordo da carga de um caminhão para um automóvel na região central da cidade.

Viaturas policiais se deslocaram para o local da denúncia, dando o flagrante na dupla, que fugiu do local, dando início a uma perseguição.

“O veículo seguiu pela avenida Antônio Mariosa, sentido à avenida Vereador Antônio da Costa Rios, adentrando no bairro São Geraldo”, registra o informe da PM.

Já no interior do bairro São Geraldo, os dois homens abandonaram o veículo e tentaram se esconder em um córrego, mas acabaram presos pelos policiais.

“Ao ser verificado o automóvel abandonado pelos autores, constatou-se que no seu interior havia oito caixas de carnes, uma caixa contendo vários brinquedos, uma caixa contendo achocolatados e outra caixa contendo compensados de madeira”, segue o informe da PM.

No carro em que a dupla estava, além das oito caixas, com 200 quilos de carne, a polícia localizou caixas com brinquedos e achocolatados.

Embora confirmassem o furto da carne, os dois homens não souberam apontar a origem das demais mercadorias. O motorista do caminhão arrombado pela dupla confirmou a origem das caixas de carne, atestando que toda a carga fora recuperada.

A dupla foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia de Pouso Alegre.

Continuar lendo

Cotidiano

Mary Hellen é condenada a 9 anos e 6 meses na Tailândia por tráfico de drogas

Publicado

no dia

A pouso-alegrense Mary Hellen Coelho, presa na Tailândia por tráfico internacional de drogas, foi condenada a 9 anos e seis meses de prisão. A informação foi repassada à imprensa por uma de suas advogadas, Kaelly Cavoli Moreira.

Mary Hellen teria recebido a sentença ontem (quarta-feira,11), mas seus advogados só tomaram conhecimento da condenação na madrugada de hoje, após receberem um e-mail do consulado brasileiro.

Embora não tenham tido acesso à íntegra da sentença, os advogados avaliam a pena com bons olhos.

“A gente teve uma pena muito positiva, melhor do que a gente esperava. Nós estávamos contando com 50 anos de prisão, mas já tínhamos descartado a pena de morte e a prisão perpétua. Estamos caminhando para uma pena humana, o mundo precisa ir na contramão de penas desumanas”, declarou a advogada ao G1.

Extradição

Após terem acesso ao teor completo da sentença, os advogados de Mary Hellen devem dar entrada no processo para tentar extraditar a jovem.

Segundo a advogada, do total da pena aplicada a Mary Hellen, 2 anos são por crime civil, e 7 anos e 6 meses são por crime penal.

Continuar lendo

Mais lidas