Pouso-alegrense completa 100 anos e ganha festa à distância de familiares e amigos

Previous
Next
Previous
Next

Colunas

Pouso-alegrense completa 100 anos e ganha festa à distância de familiares e amigos

Publicado

no dia

Familiares, amigos e vizinhos felicitaram Dona Maria das calçadas e sacadas de apartamentos. A aniversariante soprou a velinha em seu isolamento ao lado das irmãs

A dona Maria Coutinho completou neste sábado, 04, um século de vida. A festa para comemorar o marco tão importante já estava pronta. Mas veio a pandemia de coronavírus e o festejo precisou ser cancelado. Familiares, amigos e vizinhos, porém, tiveram uma ideia para não deixar a data passar em branco: fazer uma festa à distância.

E deu muito certo. Os carros chegaram buzinando. Era o sinal para a festa começar. Das calçadas e sacadas de apartamentos um sonoro ‘parabéns para você’ ecoou nas proximidades da Avenida Dr. João Beraldo.

Teve até show improvisado da sacada de um apartamento, de onde vozes em coro, sob o acompanhamento de um violão, entoaram o clássico “Como é grande o meu amor”, de Roberto Carlos.

A história foi contada na noite deste sábado na emissora EPTV. A aniversariante foi pega de surpresa.

Obrigado por tudo. Foi muito emocionante. Eu adorei.Eu me sinto quase sonhando”, agradeceu.

Amigas do grupo de oração cantam parabéns para Dona Maria – Foto: reprodução EPTV

Em seu apartamento, Dona Maria tinha a companhia das irmãs, Dirce e Lucila, que este ano vai completar 99 anos. Da calçada, as amigas do grupo de oração também marcaram presença e ajudaram a engrossar o coro do parabéns.

Quem também mandou felicitações para a Dona Maria foi Dulce Coelho. Ela mora no mesmo prédio que ela e está em isolamento domiciliar, já recuperada, depois de ter sido o primeiro caso diagnosticado com o Covid-19 em Pouso Alegre:

100 anos não é para qualquer um não, viu? Que Deus abençoe muito essa amiga centenária. Que Deus ajude com muita e muita saúde. Você é especial aqui no nosso prédio”, parabenizou a amiga.

Já recuperada, Dulce Coelho, primeiro caso confirmado de Covid-19 em Pouso Alegre, parabeniza a vizinha centenária 

Publicidade
Comentários

Colunas

Temporada natalina é inaugurada com esperança de superação da pandemia em Pouso Alegre

Publicado

no dia

Em clima de esperança, mas ainda com um certo receio da pandemia no ar, foi inaugurada na noite desta sexta-feira, 26, a iluminação de Natal de Pouso Alegre. As luzes foram acesas às 20h, em meio a uma trégua da chuva que caia desde o final da tarde.

Em uma cerimônia bastante simples, sem presença de grande público, as luzes foram acesas na Praça Senador José Bento. Coube ao prefeito Rafael Simões ligar a iluminação, que este ano leva o nome de ‘A Magia das Luzes’.

A decoração natalina de Pouso Alegre em 2021 se concentra na praça da Catedral, na Avenida Dr. Lisboa e na Rua Adolfo Olinto. O que mais chamou a atenção do pequeno público que esteve na praça foi uma espécie de túnel de luz em uma armação que delineia um grande urso.

Outras atrações do Natal são duas grandes árvores iluminadas no lago do Fórum, no bairro Santa Rita, e outra na entrada da cidade pela BR-459, na Avenida Tuany Toledo.

Casa do Papai Noel da Acipa também é inaugurada

A poucos metros do local onde o prefeito inaugurou a iluminação de Natal, foi inaugurada a Casa do Papai Noel da Acipa, a Associação do Comércio e Indústria. A iniciativa, que já é uma tradição da entidade, é uma das estratégias do comércio para alavancar o movimento na região central

Este ano porém, além de projetar aumento nas vendas, a expectativa da associação é que o clima natalino consiga reverter a crise de expectativa deixada por quase dois anos de pandemia.

Pequeno público enfrenta chuva para acompanhar inauguração de Natal

A Prefeitura fez mistério ao longo dos últimos dias sobre a iluminação de Natal. A ideia era ligar as luzes em uma cerimônia simples, sem a presença de grande público para evitar aglomeração. A estratégia deu certo, mas, ainda assim, um pequeno público compareceu ao evento.

Nem a desinformação, nem a chuva impediram Maria do Carmo e Eunice de acompanharem de pertinho a inauguração natalina. Elas chegaram debaixo de chuva, duas horas antes da cerimônia.

“Chegamos aqui ainda estava chovendo. Mas está tudo lindo”, conta Maria do Carmo. Ela já planeja levar o neto Iago, de 9 ano para ver o Papai Noel na praça. “Meu próximo programa é trazer os netos aqui”, diz.

Esperança

A família da Cláudia com o Rodrigo gostou muito do que viu. Achou tudo quase perfeito. “Ficamos impressionados. Muito bonito, muito bem feito. Só achei falta da iluminação da igreja. Eu acho que o ano passado foi junto, né?”, observou Rodrigo, referindo-se ao fato de a projeção mapeada sobre a Catedral Metropolitana ter ficado para este sábado, 27.

Para além da iluminação, a família usou uma palavra repetida em todo Natal, mas com ênfase especial em meio a uma esperada superação da pandemia: ‘esperança’. Especialmente a Cláudia, que trabalhou na linha de frente da Saúde contra a Covid-19.

“Eu espero que as pessoas sejam mais conscientes, tomem mais cuidado, por que ainda não passou de tudo (…). Mas que essa seja uma fase em que a gente possa acreditar que vai tudo melhorar”.

 


Não perca nada. Siga o R24 nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram | Grupo de WhatsApp | Telegram

Continuar lendo

Mais lidas